A Construção do Espaço Urbano da Cidade de São Paulo e seus Projetos

Objetivos:

1.1. Promover a análise da construção do espaço urbano atual da cidade de São Paulo e dos projetos feitos para esse espaço, visando a compreensão dos condicionantes de sua localização, caráter, crescimento e transformações. 1.2. A intenção da disciplina é identificar questões fundamentais relativas à construção do espaço urbano paulistano, levando em conta a relação direta entre espaço e sociedade e privilegiando o ponto de vista do urbanista e do arquiteto. A disciplina tem o objetivo de fomentar a compreensão histórica por parte do agente singular que é o arquiteto inserido no processo de transformações dos espaços urbanos e que deve identificar e equacionar os dilemas colocados em cada momento da história para procurar a melhor resposta a esses dilemas. 1.3. É objetivo da disciplina problematizar as relações entre os projetos elaborados para os espaços urbanos de São Paulo e as intenções, visões de mundo e políticas de atuação dos grupos e setores da população que neles intervêm.

Justificativa:

2.1. O campo de estudos é a metrópole paulistana. 2.2. O período abordado para pesquisas abrange o intervalo de tempo entre meados do século XIX e o início do século XXI, ou seja, o estudo da cidade no processo de sua transformação sob o impacto da economia cafeeira, do desenvolvimento industrial e sua caracterização atual como metrópole de serviços.

Conteúdo:

Análise da produção dos espaços da cidade em confronto com o quadro cultural, econômico e social dos diferentes momentos analisados. Será dada ênfase aos elementos geradores e condicionadores, dentro dos seguintes aspectos: – conjunto de programas de necessidades presentes na cidade; – relação espacial entre sítio urbano e região; – tecnologia disponível para edificação e para implantação de serviços de infra-estrutura; – critérios para a adoção de materiais construtivos; – tipologia das soluções arquitetônicas e urbanas; – significado das obras arquitetônicas, dos espaços urbanos e seus aspectos formais. A análise de espaços e obras representativas será desenvolvida no conjunto de aulas expositivas. Cada aula constará de preleção e discussão dos temas constantes do programa da disciplina e de projeção de imagens com comentários. A bibliografia indicada permitirá aprofundar a discussão sobre os assuntos tratados. Avaliação do Aproveitamento dos Alunos: será feita através da participação em seminários, de relatórios de leitura produzidos individualmente pelos alunos a partir dos textos-base indicados para cada aula e para os seminários e de um trabalho final. Participação em seminários e elaboração de relatórios corresponderão a 50% da nota final do aluno. O trabalho final, correspondente a 50% da nota final, consistirá de uma monografia analítica sobre um dos temas, espaços ou projetos abordados pela disciplina.

Forma de Avaliação:

Observação:

Avaliação do Aproveitamento dos Alunos: será feita através da participação em seminários, de relatórios de leitura produzidos individualmente pelos alunos a partir dos textos-base indicados para cada aula e para os seminários e de um trabalho final. Participação em seminários e elaboração de relatórios corresponderão a 50% da nota final do aluno. O trabalho final, correspondente a 50% da nota final, consistirá de uma monografia analítica sobre um dos temas, espaços ou projetos abordados pela disciplina.

Bibliografia:

AB’SÁBER, Aziz. São Paulo: Ensaios Entreveros. São Paulo: EDUSP, Imprensa Oficial, 2004.
__________ Geomorfologia do Sítio Urbano de São Paulo. Cotia: Ateliê Editorial, 2007.
AZEVEDO, Aroldo (org). A cidade de São Paulo. Estudos de geografia urbana. 4 volumes. São Paulo: Nacional, 1958.
BONDUKI, Nabil. Origens da Habitação Social no Brasil. São Paulo: Estação Liberdade/FAPESP, 1998.
BUENO, Beatriz Piccolotto Siqueira. São Paulo: um novo olhar sobre a história. A evolução do comércio de varejo e as transformações da vida urbana. São Paulo: Via das Artes, 2012.
____________ Aspectos do Mercado Imobiliário em Perspectiva Histórica: São Paulo (1809-1950). São Paulo: FAUUSP, 2008.
BUENO, Eduardo (org). Os nascimentos de São Paulo. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004.
CAMPOS Neto, Cândido Malta. Os rumos da cidade: urbanismo e modernização em São Paulo. São Paulo: Editora SENAC, 2002.
___________________, GAMA, Lúcia Helena e SACCHETTA, Valdimir, (org). São Paulo, metrópole em trânsito: percursos urbanos e culturais.São Paulo:SENAC, 2004.
CORDEIRO, Helena Kohn. O centro da metrópole paulistana: expansão recente.São Paulo: FFLCH-USP, 1978.(Doutoramento)
DEAN, Warren. A industrialização de São Paulo, 1880-1945. São Paulo: Difel/EDUSP, 1971.
DEFFONTAINES, Pierre. Como se constituiu no Brasil a rede de cidades. Rio de Janeiro: Boletim Geográfico ano II, nº 14-15, 1944.
FELDMAN, Sarah. Planejamento e zoneamento. São Paulo: 1947-1972. São Paulo: Edusp/Fapesp, 2005.
FURTADO, Celso. Formação Econômica do Brasil. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1961.
GARCEZ FILHO, João Moreira. Iconografia Paulista: a cidade de São Paulo antes da fotografia. In: Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional nº 21/1986. Rio de Janeiro: SPHAN, 1986.
LANGENBUCH, Juergen Richard. A estruturação da Grande São Paulo. Rio de Janeiro: IBGE, 1971.
LEFÈVRE, José Eduardo de Assis. O papel do transporte coletivo como agente transformador da estruturação do centro da cidade de São Paulo. São Paulo: Dissertação de Mestrado FAUUSP, 1985.
_________ De Beco a Avenida: a História da Rua São Luiz. São Paulo: EDUSP, 2006.
_________ Entre o discurso e a realidade: a quem interessa o centro de São Paulo? São Paulo: Tese de Doutoramento FAUUSP, 2000.
_________ Desafios das Áreas Centrais da Cidade de São Paulo: o caso da Avenida São João. Actas do 3º ENCORE, pág. 957. Lisboa: LNEC, maio, 2003.
LEMOS, Carlos A. C. Casa paulista. São Paulo: EDUSP, 1999.
_________________. Cozinhas, etc. São Paulo: Perspectiva, 1976.
_________________ Alvenaria burguesa. São Paulo: Nobel, 1985.
MATOS, Odilon Nogueira. São Paulo no século XIX. In: AZEVEDO, Aroldo – vide acima.
MONBEIG, Pierre. Aspectos geográficos do crescimento de São Paulo. São Paulo: Anhembi – Ensaios paulistas, 1958.
MORSE, Richard M. Formação Histórica de São Paulo: de Comunidade a Metrópole. São Paulo: Difel, 1970.
PEIXOTO, F. (Org.) ; LIRA, J. (Org.) ; SAMPAIO, M. R. A. (Org.) ; LANNA, A. L. D. (Org.) . São Paulo, os estrangeiros e a construção das cidades. São Paulo: Alameda, 2011.
PETRONE, Pasquale. Aldeamentos paulistas. São Paulo: EDUSP. 1995.
PINHEIRO, Maria Lúcia Bressan. Modernizada ou moderna? A arquitetura em São Paulo, 1938-45. São Paulo: FAUUSP, 1997. (Doutoramento)
PONTES, José Alfredo Vidigal. São Paulo de Piratininga: de pouso de tropas a metrópole. São Paulo: OESP, Terceiro Nome, 2003.
PORTA, Paula(org). História da Cidade de São Paulo – 3 vol. São Paulo: Paz e Terra, 2004.
PRADO Jr, Caio. A cidade de São Paulo: geografia e história. São Paulo: Brasiliense, 1998.
_________________O fator geográfico na formação e no desenvolvimento da cidade de São Paulo. São Paulo: Geografia, ano I, nº 3, 1935.
REIS FILHO, Nestor Goulart. São Paulo e outras cidades. São Paulo: Hucitec, 1994.
___________ Aspectos da história da engenharia civil em São Paulo, 1860-1960. São Paulo: CBPO/Livraria Kosmos, 1989.
___________ São Paulo: Vila, Cidade, Metrópole. São Paulo: BankBoston/PMSP, 2004.
SIMÕES Jr., José Geraldo. Anhangabaú, história e urbanismo. São Paulo: SENAC – Imprensa Oficial, 2005.
SOMEKH, Nádia. A cidade vertical e o urbanismo modernizador: São Paulo 1920 – 1939. São Paulo: Studio Nobel/EDUSP/FAPESP, 1997.
SZMRECSÁNYI, Maria Irene. Rio e São Paulo: Raízes da Substituição da Metrópole Nacional. In: Revista USP nº 17: Dossiê Liberalismo/ Neoliberalismo. São Paulo: USP, .março-maio 1993.
______________ e LEFÈVRE, José Eduardo A. Grandes empreiteiras, Estado e reestruturação urbanística da cidade de São Paulo, 1970-1996. Anais do IV Seminário de História da Cidade e do Urbanismo, págs. 1019-1029. Niterói, UFRJ/PROURB, 1996.
SZMRECSÁNYI, Tamás (org). História econômica da cidade de São Paulo. São Paulo: Globo, 2004.
TOLEDO, Benedito Lima de. Álbum Iconográfico da Avenida Paulista. São Paulo: Ex Libris, 1987
__________________Anhangabahú. São Paulo: FIESP/CIESP, 1989.
__________________Prestes Maia e as Origens do Urbanismo Moderno em São Paulo. São Paulo, Empresa das Artes, 1996.
__________________. São Paulo: três cidades em um século. São Paulo: Cosac & Naify, Duas Cidades, 2004.
__________________.O Real Corpo de Engenheiros na Capitania de São Paulo, destacando-se a obra do Brigadeiro João da Costa Ferreira. São Paulo: João Fortes Engenharia, 1981.
__________________ Victor Dubugras e as atitudes de inovação em seu tempo. São Paulo: FAUUSP, 1988. (Livre-Docência).
TOLEDO, Roberto Pompeu de. A capital da solidão: Uma história de São Paulo das origens a 1900. Rio de Janeiro: Objetiva, 2003
VILLAÇA, Flávio. Espaço Intra-Urbano no Brasil. São Paulo: Nobel, 1998.

Bibliografia de referência:

A cidade da Light: 1899-1930. São Paulo: Eletropaulo, 1990.
AMARAL, Aracy Abreu. A hispanidade em São Paulo. São Paulo: Nobel, 1981.
ANDRADE, Francisco de Paula Dias de. Subsídios para o estudo da influência da legislação na ordenação e na arquitetura das cidades brasileiras. São Paulo: POLI/SP, 1966.
ARROYO, Leonardo. Igrejas de São Paulo. Rio de Janeiro: José Olympio, 1953.
AZEVEDO, Aroldo de. Vilas e cidades do Brasil colonial: ensaio de geografia urbana retrospectiva. São Paulo: FFCL/USP, 1956.
BARBUY, Heloísa Maria Silveira. A cidade-exposição: comércio e cosmopolitismo em São Paulo, 1860-1914. São Paulo: FAUUSP, 2001. (Doutoramento)
BRUNO, Ernani Silva. História e Tradições da Cidade de São Paulo. São Paulo: Hucitec, 1984.
__________________ (org). São Paulo: Terra e Povo.Porto Alegre: Globo, 1967.
CAMPOS Filho, Cândido. Um desenho para São Paulo: o corredor metropolitano como estrutura urbana aberta para a Grande São Paulo. São Paulo, FAUUSP, 1972 (Doutoramento).
CORONA, Eduardo & LEMOS, Carlos C. Dicionário de arquitetura brasileira. São Paulo: EDART, 1972.
DELSON, Roberta Marx. Novas vilas para o Brasil-colonia. Brasília: Alfa, 1979.
DESÍGNIO – Revista de História da Arquitetura e do Urbanismo. São Paulo: FAUUSP/Annablume, 2004
DICK, Maria Vicentina do Amaral. A dinâmica dos nomes na cidade de São Paulo 1554-1897. São Paulo: Annablume, 1996.
FAUSTO, Boris. Negócios e ócios: história da imigração. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.
FRANCO, Afonso Arinos de Melo. Desenvolvimento da civilização material no Brasil. Conselho Federal de Cultura, 1971.
HOLANDA, Sérgio Buarque. Caminhos e fronteiras. 3ªed. São Paulo: Cia.das Letras, 1994.
_____________________. Raízes do Brasil. 25ªed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1993.
KATINSKY, Júlio Roberto. Casas bandeiristas – nascimento e reconhecimento da arte em São Paulo. São Paulo: IGEOG/USP, 1976.
KÜHL, Beatriz Mugayar. Arquitetura do ferro e arquitetura ferroviária em São Paulo: reflexões sobre a sua preservação. São Paulo: Ateliê, FAPESP, 1998.
LEFÈVRE, José Eduardo de Assis. São Paulo: de Vila a Metrópole. Catálogo de exposição. São Paulo: MASP, 2000.
LEME, Maria Cristina da Silva. Planejamento em São Paulo: 1930-1969. São Paulo: FAUUSP, 1982. (Mestrado).
LEMOS, Carlos A. C. Arquitetura brasileira. São Paulo: Melhoramentos, 1979.
_________________ Notas sobre a arquitetura tradicional de São Paulo. 2ªed. São Paulo: FAUUSP, 1984.
_________________ Da taipa ao concreto: crônicas e ensaios sobre a memória da arquitetura e do urbanismo. Org. J. Lira. São Paulo: Três Estrelas, 2013.
_________________Trilogia do Copan: a história do edifício Copan. Vol. 1. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2014.
MAIA, Francisco Prestes. Estudo de um plano de avenidas para a cidade de São Paulo. São Paulo: Melhoramentos, 1930.
_________________ Os melhoramentos de São Paulo. São Paulo: Imprensa Oficial, 2010.
MARINS, Paulo César Garcez. Através da rótula: sociedade e arquitetura no Brasil, séculos XVII a XX. São Paulo: Humanitas-FFLCH/USP, 2001.
Memória Urbana: a Grande São Paulo até 1940. São Paulo: Arquivo do Estado, Imprensa Oficial, 2001. 3 volumes.
MILLIET, Sérgio. Roteiro do café e outros ensaios: contribuição para o estudo da história econômica e social do Brasil. São Paulo: Hucitec, 1982.
MOURA, Paulo Cursino de. São Paulo de outrora (Evocações da Metrópole). São Paulo: Martins, 1943.
NOVAIS, Fernando. Condições de privacidade na colônia. In SOUZA, Laura Mello e,org. Cotidiano e vida privada na América portuguesa. São Paulo: Cia das Letras, 1997.
PEREIRA, Paulo César Xavier. Fundação e Surto Urbanístico: Metáforas da Transformação de São Paulo. In: Revista Desígnio nº 1. São Paulo: FAUUSP/Annablume, março 2004
PORTELA, Fernando. São Paulo 1860-1960: a paisagem humana. São Paulo: Albatroz, Terceiro Nome, 2004.
PRADO, Paulo. Paulística: história de São Paulo. São Paulo: Cia Graphico-Editora Monteiro Lobato, 1925.
RAMALHO, Maria Lucia Bressan Pinheiro. Da Beaux-Arts ao Bungalow: uma Amostragem da Arquitetura Eclética no Rio de Janeiro e em São Paulo. São Paulo: FAUUSP, 1989.
REIS FILHO, Nestor Goulart. Contribuição ao estudo da evolução urbana no Brasil (1500/1720). 2ª ed. revista e ampliada. São Paulo: Pini, 2000.
________________________ Imagens de vilas e cidades do Brasil colonial. São Paulo: EDUSP/Imprensa Oficial do Estado/FAPESP, 2000.
________________________. Quadro da arquitetura no Brasil. São Paulo: Perspectiva, 1970.
Revista PÓS Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP/Universidade de São Paulo. São Paulo: FAUUSP, 1990.
Revista SINOPSES. São Paulo: FAUUSP, div.
RUSSELL-WOOD, A.J.R. Portugal e o mar: um mundo entrelaçado. Lisboa: EXPO ’98, 1998.
SAES, Flávio A. M. As ferrovias de São Paulo, 1870-1940. São Paulo: Hucitec, 1981.
SAIA, Luís. Morada paulista. São Paulo: Perspectiva, 1972.
_________. Notas sobre a arquitetura rural paulista do segundo século. In: Revista do SPHAN, Rio de Janeiro, n.8, p.211-75, 1944.
SALMONI, Anita e DEBENEDETTI, Emma. Arquitetura Italiana em São Paulo. São Paulo: Perspectiva, 1981.
SAMPAIO, Maria Ruth Amaral de (coord). São Paulo: 1934-1938. Os anos da administração Fábio Prado. São Paulo: FAUUSP, 1999.
SANTOS, Carlos José Ferreira dos. Nem tudo era italiano: São Paulo e pobreza: 1890-1915. São Paulo: Annablume, 1998.
SANTOS, Paulo F. Quatro séculos de arquitetura. Barra do Piraí: Fundação Educacional Rosemar Pimentel, 1977.
SEGAWA, Hugo. Prelúdio da Metrópole. Arquitetura e urbanismo em São Paulo na passagem do século XIX ao XX. São Paulo: Ateliê, 2000.
SERAFIM LEITE, S.I. Artes e ofícios dos jesuítas no Brasil (1594-1760). Lisboa: Brotéria, 1953.
SEVCENKO, Nicolau. Orfeu extático na metrópole. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.
SILVA, Sérgio. Expansão cafeeira e origens da indústria no Brasil. São Paulo: Alfa-Omega, 1986.
SMITH, Robert C. Arquitetura colonial. Salvador: Progresso, 1955.
______________. Arquitetura jesuítica no Brasil. São Paulo: FAUUSP, 1962.
______________. Igrejas, casas e móveis: aspectos da arte colonial brasileira. Recife: MEC/UFPe/IPHAN, 1979.
SOUZA, Laura Mello e, org. Cotidiano e vida privada na América portuguesa. São Paulo: Cia das Letras, 1997.
STIEL, Waldemar Correa. História dos transportes coletivos em SãoPaulo. São Paulo, McGraw Hill-EDUSP, 1978.
TAUNAY, Affonso de E. Velho São Paulo. São Paulo: Melhoramentos, 1954. 3 volumes.
TEIXEIRA, Manuel C (coord). A praça na cidade portuguesa. Lisboa: Livros Horizonte, 2001.
_________________ (coord) A construção da cidade brasileira. Lisboa: Livros Horizonte, 2004.
_________________& VALLA, Margarida. O urbanismo português, séculos XIII-XVIII. Portugal-Brasil. Lisboa: Horizonte, 1999.
TELLES, Augusto Carlos da Silva. Atlas dos monumentos históricos e artísticos do Brasil. Rio de Janeiro: FENAME/DAC, 1975.
TOLEDO, Benedito Lima de. A ação dos engenheiros militares na ordenação do espaço urbano no Brasil. Revista Sinopses, FAUUSP, São Paulo, n.33, p.7-21, jun. 2000.
__________________.Do litoral ao planalto: a conquista da Serra do Mar. Revista Pós, FAUUSP, São Paulo, n.8, p.150-167, dez. 2000.
__________________.Do século XVI ao início do século XIX: maneirismo, barroco e rococó. In: ZANINI, Walter, org. História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 1983. v.1, p.89-298.
VASCONCELLOS, Sylvio C. de. Arquitetura no Brasil: sistemas construtivos. Belo Horizonte: Escola de Arquitetura/UMG, 1958.
WOLFF, Silvia Ferreira Santos. Jardim América: o primeiro bairro-jardim de São Paulo e sua arquitetura. São Paulo: EDUSP, FAPESP, Imprensa Oficial, 2001.
ZALUAR, Augusto-Emílio. Peregrinação pela Província de São Paulo (1860-1861).São Paulo:Martins, 1952.
ZANINI, Walther, org. História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Walther Moreira Salles, 1983.
ZMITROWICZ, Witold e BORGHETTI, Geraldo. Avenidas 1950-2000: 50 Anos de Planejamento da Cidade de São Paulo. São Paulo: EDUSP, 2009.

Código
Créditos
Área de Concentração