A Produção do Espaço Urbano e Conflitos Sociais

Objetivos:

1- Instrumentar os estudantes de pós graduação para a análise da produção social do espaço urbano como chave para entender a cidade capitalista, suas contradições e conflitos. 2- Instrumentar estudantes de pós graduação para responder, com propostas urbanísticas adequadas, à situações concretas, tendo como orientador da ação a busca da justiça urbana.

Justificativa:

Ao admitir uma leitura científica da produção do espaço urbano e seus conflitos, bem como uma visão crítica da ação do Estado, a disciplina pretende que o estudante mergulhe na realidade representada (mas também vivida) buscando evitar a fetichização alienante que envolve o pensamento dependente e a representação ideológica da cidade. A disciplina está relacionada com os objetivos da linha de pesquisa e mantém um enfoque multidisciplinar.

Conteúdo:

1) Analisar o espaço urbano como produto social resultante de interesses contraditórios e conflitantes. 2) Identificar a produção do espaço, os capitais que dela participam e as disputas pelas rendas fundiária e imobiliária como chave para entender o mercado capitalista e também a injustiça urbana (segregação territorial, a informalidade, a ilegalidade e a exclusão). Identificar especificidades no capitalismo periférico que definem especificidades em suas cidades. 3) Definir o papel do Estado, das políticas públicas e das lutas sociais nesse contexto. 4) Debater projetos urbanísticos (projetos arquitetônicos e urbanísticos, leis, instrumentos urbanísticos, propostas técnicas, políticas públicas ou privadas) como resposta para casos reais, em determinada situação definida histórica e conjunturalmente.

Forma de Avaliação:

Participação em aulas e seminários. Trabalho final de aproveitamento da disciplina.

Observação:

Bibliografia:

ARANTES, O. B. F e outros. A cidade do pensamento único – Petrópolis, Vozes, 2000;
BALL Michael; O desenvolvimento do capitalismo na provisão da habitação. In Espaço e Debates n. 36. São Paulo/Cortez 1992
HARVEY, D. A condição pós moderna. São Paulo: Boitempo, 2006
________ “O trabalho, o capital e o conflito de classes em torno do ambiente construído nas sociedades capitalistas avançadas”. In. Espaço e Debates, n.6, 1982. Também disponível em https://antropologiadeoutraforma.files.wordpress.com/2014/03/david-harvey-o-trabalho-o-capital-e-harvey-david-o-conflito-de-classes-em-torno-do-ambiente-construc3addo-nas-sociedades-capitalistas-avanc3a7adas.pdf
FERRO, Sergio – O canteiro e o desenho – São Paulo, Pro Editores, 2005;
COSTA NETO, J. de B. A questão fundiária nos parques e estações ecológicas do Estado de São Paulo (doutorado) FAUUSP, 2006
MARICATO, E. Metrópole na periferia do capitalismo: ilegalidade, desigualdade e violência. São Paulo: Hucitec, 1996
http://www.usp.br/fau/depprojeto/labhab/biblioteca/textos/maricato_metrperif.pdf

_________ Por um novo enfoque teórico na pesquisa sobre habitação. In Revista Metrópole, EDUC, 2009. Disponível em http://www.cadernosmetropole.net/download/cm_artigos/cm21_147.pdf
_________. O impasse da política urbana no Brasil. Petrópolis: Vozes, 2011
MARX, K. O capital: crítica da economia política. Livro I: O processo de produção do capital. São Paulo: Boitempo, 2013, cap. XII e XIII
SANTO AMORE, C. Entre o nó e o fato consumado, o lugar dos pobres na cidade: um estudo sobre as ZEIS e os impasses da Reforma Urbana na atualidade. São Paulo: FAUUSP (tese de doutorado), 2013
VILLAÇA, F. Reflexões sobre as cidades brasileiras. São Paulo: Nobel, 2012

Código
Créditos
Área de Concentração