Aproximações: a Cor e Outras Leituras

Objetivos:

Aproximar as diferentes áreas de conhecimento e produção de projeto com a comunicação cromática, tendo em vista: a. leitura e produção de um projeto visual com suas relações específicas de linguagem; b. propostas e considerações de diferentes amplitudes teóricas-práticas em função da pesquisa individual.

Justificativa:

A cor constitui um dos elementos visuais fundamentais para a concepção e o desenvolvimento projetual do design em geral, das artes gráficas, da arquitetura, da cidade, do espaço: participa decisivamente da percepção da matéria e da forma; qualifica os objetos, espaços e ambientes; gera reações emocionais, identidades e manifestações culturais. Faz-se, assim, imprescindível o aprofundamento do conhecimento teórico e da metodologia de pesquisa sobre a linguagem da cor, considerando a peculiaridade de cada contexto de produção, dos seus objetos e espaços resultantes, linguagens locais e culturais. A leitura da cor/luz e a concepção da proposta, não podem dispensar esta característica; diferentes tipos de luminosidade, o clima, os diversos pigmentos industriais, podem interferir no projeto causando variações nas cores selecionadas. A informação cromática pode ser utilizada para organizar funções, qualificar espaços, identificar regiões e cidades. Cada produto visual possui sua própria paleta de cores, definida em função da expressão cultural e da identidade local.

Conteúdo:

1. Estudos fundamentais: teoria e metodologia de pesquisa sobre a linguagem da cor. 2. Aplicação programática da teoria da cor: exercícios de compreensão gramatical e estudo de caso. 3. Estudo comparativo de experiências urbanas com desenho e cor: intervenções projetadas e espontâneas. 4. Análise e concepção de projeto relacionado à pesquisa individual. Estudo de caso.

Forma de Avaliação:

Observação:

Os alunos serão avaliados a partir do envolvimento com as atividades de aula (seminários, exercícios e discussões) e do trabalho final individual. Este poderá ser entregue até 30 dias após o término das aulas. As aulas serão teórico-práticas, abordando os conceitos de fundamentação, com o desenvolvimento de trabalhos individuais ou em grupo e seminários. O propósito é o de envolvimento e discussão entre alunos e profesor sobre os temas a serem elaborados na disciplina e sua relação com a pesquisa do aluno. Ao final da disciplina, o aluno deverá realizar um trabalho – monográfico e/ou de projeto – definido a partir das reflexões e práticas propostas ao longo do semestre e dos interesses pessoais de pesquisa.

Bibliografia:

ALBERS, Josef. Interation of color. New Haven: Yale University Press, 1963.
ALBERS. Josef. A interação da cor. São Paulo: Martins Fontes, 2009.
ARGAN. G.C. Projeto e destino. São Paulo: Edit. Ática, 2000.
___História da arte como história da cidade. São Paulo: Martins Fontes, 1992.
Caznok, Yara Borges. Música: entre o audível e o visível. São Paulo: Unesp, 2003
BARROS, Lilian Ried Miller. A cor inesperada: uma reflexão sobre os usos criativos da cor. São Paulo: tese de doutorado Fausp, 2012
COOPER, Martha et al. Subway Art. Londres:Thames and Hudson,1991.
BRUSATIN, Manlio. Historia de los Colores. Barcelona: Ediciones Paidós, 1987.
DORFLES, Gillo. El color y la representación del espacio in Salvación y caída del arte moderno. Buenos Aires, Ed. Nueva Visión, 1966, pg. 77-85.
DUTTMANN, Martina; SCHMUCK, Friedrich; UHL, Johannes. Color in townscape. Londres: The Architectural Press, 1981.
FRAZER, TOM E BANkS, ADAM. O guia completo da cor. São Paulo: Ed Senac, 2007.
FERRARA, Lucrécia. Design em espaços. São Paulo: Rosari, 2002.
___Olhar periférico. São Paulo: Edusp, 1999. Ver a Cidade. São Paulo: Nobel, 1988.
___A Estratégia dos Signos. São Paulo: Perspectiva, 1980.
GANZ, Nicholas. Graffiti: Arte urbano de los continentes.Barcelona: Gustavo Gili, 2004.
GUIMARÃES, Luciano. A cor como informação. São Paulo: Anablume, 2002.
GOETHE, Johann W. La teoria dei colori. Milano: Il Saggiatore, 1989.
___Doutrina das cores. Trad. Marco Giannotti. São Paulo: Nova Alexandria, 1996.
GRAU, Cristina. Borges y la arquitectura. Madrid, Ediciones Cátedra, 1989.
ITTEN, Johannes – The art of color. New York: Reinhold, 1961.
KEPES, Gyorgy et al. L’objet créé par l’homme .Bruxelas:La Connaissance, 1968.
___Signe, image, symbole. Bruxelas: La Connaissance,1968.
LINTON, Harold. Color in Architecture. New York: McGraw-Hill, 1999.
LICHTENSTEIN, Jacqueline. A cor eloqüente. São Paulo: Siciliano, 1994
LICHTENSTEIN, Jacqueline. A pintura-textos essenciais: o desenho e a cor. São Paulo: Edit 34, 2006
LENCLOS, Jean Philippe; LENCLOS, Dominique. Le couleurs de la France, Paris: CEP Edition, 1982.
MARCHÁN, Simón. Contaminaciones figurativas. Madrid: Alianza Editorial, 1986.
MAZZILLI, Clice de T. Sanjar. A identidade cromática do ambiente urbano. Capítulo de livro in: DEL RIO, V.; DUARTE, C.; RHEINGANTZ, P. Projeto do lugar. Rio de Janeiro: Contra Capa, PROARQ, 2002.
MONZÉGLIO, Elide – Interpretação do significado de módulo/cor. Tese (Doutorado) São Paulo: FAUUSP, 1972.
___ Espaço/cor, unidade de comunicação. Tese Livre Docência. São Paulo: FAUUSP, 1979. Sobre o tema da cor. FAUUSP, 1975.
NOVAES, Adauto et al. O Olhar. São Paulo: Cia. das Letras,1988, pp.31-63 pg. 327-346.
PEDROSA, Israel. Da cor à cor inexistente. Rio de Janeiro: Leo Cristiano, 1999.
PORTER, Tom; MIKELIDES, Byron. Color for architecture. New York: Van Nostrand Reinhold Company, 1976.
RAMÍREZ,Juan Antonio. Construcciones ilusórias. Arquitecturas descritas, arquitecturas pintadas. Madrid: Alianza Forma, 1988.
RYKWERT, Joseph. A sedução do lugar. A história e o futuro das cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2004.
TOMKINS, Calvin. Roy Lichetenstein: Mural with blue Brushstroke.New York: Harry N. Abrams, 1987
SANTOS, Milton. Metamorfoses do Espaço Urbano. SP: Hucitec, 1994, pg 61- 85
SCHAMA, Simon. Paisagem e Memória. São Paulo: Cia das Letras,1996.
SWIRNOFF, Lois. The color of cities. New York: McGraw-Hill, 2000.
TASSINARI, Alberto. O espaço moderno. São Paulo: Cosac-Naify, 2007.
VARICHON, Anne. Colors. New York: Abrams, 2006.

Código
Créditos
Área de Concentração