Avaliação dos Grandes Projetos Urbanos: Crítica da Prática Recente

Objetivos:

A disciplina procura desenvolver uma visão crítica dos alunos com relação às práticas recentes de intervenção urbana, executadas através da parceria entre o Poder Público e a iniciativa privada. Procura compreender essas intervenções como resultado das transformações político-econômicas e da mudança no paradigma do planejamento urbano, ocorridas no final do século 20. Por fim, objetiva identificar os principais impactos físico-espaciais e sócio-econômicos decorrentes da implementação desses projetos.

Justificativa:

A reformulação das políticas urbanas a partir dos anos 80 do século passado resultou na implementação de uma diversidade de Grandes Projetos Urbanos em várias cidades do mundo. Fruto da desregulamentação urbanística associada à parceria público-privada, essas experiências vêm sendo analisadas criticamente nos últimos anos, resultando em grupos de estudo e sessões temáticas nos eventos da Área de Concentração de Planejamento Urbano e Regional. Essas discussões ocasionaram na criação de duas especialidades desta área: “Avaliação de Políticas, Planos e Projetos” e “Impactos de Grandes Projetos e Planos Setoriais”. Dessa forma, a criação dessa disciplina visa inserir a Linha de Pesquisa de Políticas Públicas Urbanas da Área de Concentração de Planejamento Urbano e Regional do Programa de Pós-Graduação da FAUUSP no debate recente a respeito do tema.

Conteúdo:

1. As transformações socioeconómicas do fim de século e os paradigmas de desenvolvimento – a transição do Fordismo/Keynesianismo/Estado do Bem-Estar-Social para o Pós-fordismo/Monetarismo/Estado Neoliberal. 2. As transformações das cidades no fim do século XX: mudanças econômicas, sociais e demográficas. 3. As mudanças no paradigma da política urbana: desregulamentação urbanística, PPPs – Parcerias Público-Privadas e GPUs – Grandes Projetos Urbanos. 4. O impacto dos Grandes Projetos Urbanos: impactos sociais, econômicos e espaciais – o mercado imobiliário e as áreas de “centralidade”; desenvolvimento turístico-cultural e “gentrificação”; fragmentação espacial e acirramento da segregação sócio-ambiental. 5. Estudos de caso propostos pelos alunos.

Forma de Avaliação:

Observação:

A avaliação do aproveitamento do aluno deverá refletir sua participação individual e desempenho nas atividades programadas, a saber: seminários, apresentação de estudo de caso e monografia final. Serão considerados na avaliação da monografia e seminários: . A capacidade de estruturação e argumentação crítica; . Aprofundamento da parte teórica e demonstração do tema; . Pertinência e atualidade das fontes bibliográficas. Os seminários versarão sobre textos escolhidos em sala. A monografia final será a respeito de estudo de caso escolhido pelo aluno, considerando o tema Avaliação dos Grandes Projetos Urbanos e incorporando a discussão desenvolvida no curso.

Bibliografia:

ARANTES, O.; VAINER, C; MARICATO, E. A cidade do pensamento único: desmanchando consensos. São Paulo: Vozes, 2000.
BASSANI, J. Conceitos de projeto urbano da cidade ideal à cidade real. In: XIV Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional, 2011, Rio de Janeiro. XIV Encontro Nacional da ANPUR. Rio de Janeiro: ANPUR:IPPUR: UFRJ, 2011. p. 1-20.
______. A inoperância das políticas de viabilização dos grandes projetos urbanos. In: I Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, 2010, Rio de Janeiro. Anais do I ENANPARQ. Rio de Janeiro: ANPARQ:PROURB/UFRJ, 2010. p. 1-18.
BIDOU-ZACHARIASEN, C. (coord.). De volta à cidade. Dos processos de “gentrificação” às políticas de “revitalização” dos centros urbanos. São Paulo: Annablume Editora, 2006.
BORJA, J.; CASTELLS, M. Local & Global: management of cities in the information age. Londres: Earthscan Publications Ltd., 1997.
CARMONA, M; ARRESE, A. Globalización y Grandes Proyectos Urbanos: la respuesta de 25 ciudades. Buenos Aires: Ediciones Infinito, 2005.
CUENYA, B; NOVAIS, P.; VAINER, C. Grandes Projetos Urbanos: olhares críticos sobre a experiência argentina e brasileira. Porto Alegre: Masquatro Editora Ltda., 2013.
FAINSTEIN, Suzan. Mega-Projects in New York, London and Amsterdam. International Journal of Urban and Regional Research, v.32, n.4, p.768-785, dez.2008.
FERREIRA, J. S. W. O mito da cidade-global: o papel da ideologia na produção do espaço urbano. Petrópolis: Vozes, 2007.
FIX, Mariana. A bridge to speculation or the art of rent in the staging of a global city. In: VALENÇA, M.M.; CRAVIDAO, F.; FERNANDES, J. A. R. Urban Developments in Brazil and Portugal. Nova York: Nova Publishers, 2012, v.1, p.35-75.
GÚELL, José M. Planificación Estratégica de Ciudades. Barcelona: Gustavo Gilli, 1997.
HALL, Peter. Cidades do amanhã: uma história intelectual do planejamento e do projeto urbanos no século XX. São Paulo: Perspectiva, 1995.
HARVEY, David. The Condition of Post-Modernity: an enquiry into the origins of cultural change. Oxford: Blackwell, 1989.
__________. A Produção Capitalista do Espaço. São Paulo: Annablume, 2005.
__________. O enigma do capital: e as crises do capitalismo. São Paulo: Boitempo Editorial, 2011.
KARA-JOSÉ, Beatriz. Políticas Culturais e Negócios Urbanos: a instrumentalização da cultura na revalorização do centro de São Paulo. São Paulo: Annablume, FAPESP, 2007.
LINCOLN INSTITUTE OF LA ND POLICY. Gestión dei suelo en Grandes Proyectos Urbanos. Assunção: LILP/FAU – Universidad Nacional dei Paraguay, 2008. Em CD rom.
MASCARENHAS, G.; BIENNESTEIN, g.; SANCHEZ, F. O jogo continua: megaeventos esportivos e cidades. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2011.
NEWMAN, P.; THORNLEY, A. Urban planning in Europe: intemational competition, national systems, and planning projects. Londres: Routledge, 1996.
NOBRE, Eduardo A. C. Reestruturação econômica e território: expansão recente do terciário na marginal do rio Pinheiros. 2000. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
__________. Intervenções urbanas em Salvador: turismo e “gentrificação” no processo de
renovação urbana do Pelourinho. In: Encontro Nacional da ANPUR, 10, 2003, Belo Horizonte. Encruzilhadas do planejamento: repensando teorias e práticas: Anais do X Encontro Nacional da ANPUR. Belo Horizonte: ANPUR, 2003. p. 1-11.
__________. Políticas Urbanas para o Centro de São Paulo: renovação ou reabilitação?
Avaliação das propostas da Prefeitura do Município de São Paulo de 1970 a 2004. Pós -Revista do Programa de Pós-Graduação da FAUUSP, São Paulo, n 25, p.214-231, 2009.
ROJAS, E.; CUADRADO-ROURA, J.R., GUELL J. M. F. Governing the metropolis: principles and cases. Washington: Banco Inter-Americano de Desenvolvimento: Cambridge: David Rockefeller Center for Latin American Studies, Harvard University, 2008.
VARGAS, H; CASTILHO, A (org.). Intervenções em Centros Urbanos: objetivos, estratégias e resultados. São Paulo: Manole, 2006.

Código
Créditos
Área de Concentração