Cultura, Arquitetura e Cidade na América Latina

Objetivos:

Pretende-se realizar abordagem histórica sobre a ideia de América Latina como construção cultural, que se estrutura de diversas maneiras a partir de contextos específicos e de sentidos que lhe são imputados. Propõe-se uma reflexão transversal que envolva distintas áreas do conhecimento. Com enfoque nas existências e nas representações culturais, urbanas e arquitetônicas, o curso buscará reunir referências teóricas e metodológicas para pensar as relações entre as distintas ideias de América Latina e de mundo globalizado, desde o início do século XX até o presente.

Justificativa:

Muitas reflexões acadêmicas sobre arquitetura e cidade no Brasil deram prioridade aos referenciais europeus. Mais recentemente algumas abordagens vêm trabalhando as relações entre o Brasil e os Estados Unidos, a partir de personagens e de instituições, para construir novas interpretações sobre os ideários arquitetônicos e urbanísticos brasileiros. No que diz respeito à América Latina, o debate acadêmico de arquitetura e urbanismo no Brasil pautou-se mais na necessidade de criar distinções do que aproximações. As transformações da última década fizeram com que o interesse pela ideia de América Latina se renovasse, sobretudo porque as integrações econômicas e políticas de blocos geográficos apresentam-se como possibilidade, e porque a movimentação de pessoas e de ideias torna-se cada vez mais rápida e menos dependente de instituições mais consagradas, considerando-se ainda as facilidades da comunicação digital. Esta disciplina propõe trazer para a área de concentração de teoria e história da pós-graduação da FAU USP, um debate sobre a construção social do conceito de América Latina de um ponto de vista transversal, que aborde bibliografia de cultura, economia e ciências sociais. Pretende-se assim contribuir para a reflexão sobre a formação social, cultural, arquitetônica e urbana do Brasil em relação à América Latina, e da América Latina em relação ao mundo globalizado, para colocar as transformações contemporâneas em perspectiva histórica.

Conteúdo:

1. América, Américas e América Latina como construções intelectuais. 2. Estado e Vanguardas na América Latina no século XX. 3. América Latina no Segundo Pós-Guerra: cultura, arquitetura e cidade; política e economia; ideias, atores e instituições. 4. América Latina, Mundo Ocidental e Mundo Globalizado: identidade, fragmentação, violência, marginalidade e paisagem urbana.

Forma de Avaliação:

Observação:

A perspectiva de desenvolvimento da disciplina objetiva a realização de trabalhos cujos temas operem a partir de reflexões e relações entre problemáticas históricas, fontes documentais e referências bibliográficas.

Bibliografia:

AGUIAR, F. & VASCONCELOS, S. (orgs). Angel Rama. Literatura e cultura na América Latina. Tradução Raquel La Corte dos Santos e Elza Gasparotto. São Paulo, EDUSP, 2001.
ARCHITECTURAL Design; Special Issue: Latin America at the Crossroads; Volume 81, Issue 3, May/June 2011.
ALMANDOZ, Arturo. “Mudanças políticas e institucionais para o planejamento latino-americano do segundo pós-guerra” (Trad. José Hupaya Espinoza). In: GOMES, Marco Aurélio Filgueira (Org.), Urbanismo na América do Sul: circulação de ideias e constituição do campo. Salvador: Ed UFBA, 2005, pp.231-59.
ANDERSON, Benedict R. Comunidades imaginadas: reflexões sobre a origem e a difusão do nacionalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.
ARANGO, Silvia. Ciudad y arquitectura. Seis geraciones que construyeron la América Latina moderna. Colombia: México: FCE, 2012
O’GORMAN, Edmundo. A invenção da América. Reflexão a respeito da estrutura histórica do novo mundo e do sentido do seu devir. São Paulo, Editora da UNESP, 1992.
ATIQUE, Fernando. Arquitetando a boa vizinhança: A sociedade urbana do Brasil e a recepção do mundo Norte-Americano, 1876-1945. São Paulo: Pontes, 2009.
BALAKRISHNAN, Gopal. Um mapa da questão nacional. Rio de Janeiro: Contraponto, 2000.
BALLENT, Anahi. Learning from Lima. Previ, Peru: habitat popular, vivienda masiva y debate arquitectónico”. Block, n.6, pp. 86-95, mar., 2004. Buenos Aires: Centro de Estudios de Arquitectura Contemporánea, Universidad Torcuato Di Tella, Ceac-UTDT.
BETHELL . História da América Latina, v.6, a América Latina após 1930: economia e sociedade. São Paulo: Edusp, 2005.
BIELSCHOWSKY, Ricardo. Pensamento econômico brasileiro – 1930-1964. Rio de Janeiro: Contraponto, 2004.
BOTAS, Nilce Cristina Aravecchia. Conexões Brasil-América Latina a partir do Centro Interamericano de Vivenda e Planejamento (CINVA). In: Anais do II Encontro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (ENANPARQ). Natal, setembro de 2012.
BROWNE, Enrique. Otra Arquitectura En América Latina, Arquitectura Latinoamericana. Mexico: G. Gili, 1988.
CANCLINI, Nestor Garcia. Latino Americanos à procura de um lugar neste século. São Paulo: Iluminuras, 2008.
CARDOSO, F. H.; FALETTO, E. Dependência e Subdesenvolvimento na América Latina. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1970.
CASTELLS, Manuel (Org.). Imperialismo y urbanización en América Latina. Barcelona: Gustavo Gili, 1973
ECHEVERRI, Alejandro e ORSINI, Francesco M., Informalidad y urbanismo social en Medellín. In: ARBAUX, Michel Hermelin; ECHEVERRI, Alejandro y GIRALDO RAMIREZ, Jorge (Eds.), Medellín: Medio Ambiente, Urbanismo Y Sociedad. Medellín: Universidad Eafit , 2010
FUNES, Patricia. Salvar la nación. Intelectuales, cultura y política en los años veinte latinoamericanos. Buenos Aires: Prometeo Libros, 2006.
FURTADO, Celso. A fantasia organizada. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.
GOMES, Marco Aurélio Filgueira (Org.), Urbanismo na América do Sul: circulação de ideias e constituição do campo. Salvador: Ed UFBA, 2005
GORELIK, Adrian. “Cultura urbana latinoamericana: un canon y sus destiempos” Brujula, University of California-Davis, v.5, mar., 2007.
_____________. “José Luis Romero: el historiador y la ciudad”. In: ROMERO, José Luis. La ciudad occidental: culturas urbanas en Europa y América. Buenos Aires: Siglo XXI, 2009, pp.15-43
_____________. “La aldea en la ciudad. Ecos urbanos de un debate antropologico”, Revista del Museo de Antropología, Universidad Nacional de Córdoba, n. 1, 2008, out., 2008
_____________. “Para una historia cultural de la ‘ciudad latinoamericana’”, Congreso Latinoamericano de Estudios Urbanos, 24/08/11, p. 2., mimeog.
_____________. Das vanguardas à Brasília: cultura urbana e arquitetura na América Latina. (Trad. Maria Antonieta Pereira). Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2005.
GUTIÉRREZ, Ramón. Arquitectura y urbanismo en Iberoamérica. Madri: Ediciones Cátedra, 1992.
HOBSBAWN, E.; RANGER, T. (org.). A Invenção das Tradições. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1984.
PERLMAN, Janice. O mito da marginalidade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.
TURNER, John. Housing by people: towards autonomy in building environments 1977 (SIBUC)
LIERNUR, Jorge Francisco. Escritos de arquitectura del siglo XX en América Latina. Madri: Tanais, 2002.
MANTEGA, Guido. Teoria da dependência revisitada: um balanço crítico. Relatório de pesquisa n.27, 1997. GV Pesquisa 1997. São Paulo: Fundação Getúlio Vargas.
PEÑA RODRIGUEZ, Martha Liliana. El programa CINVA e la acción comunal. Revista Bitácora Urbano Territorial, Vol. 12, n.1, enero-Junio, 2008, pp. 185-192. Colombia – Universidade Nacional de Colombia.
PRADO, Maria Ligia Coelho. O Brasil e a distante América do Sul. Revista História, São Paulo, FFLCH-USP / Humanitas, n.145, p.127-149, 2º semestre 2001.
RAMA, Angel. A cidade das letras. São Paulo: Brasiliense, 1985.
ROMERO, José Luis. América Latina: as cidades e as idéias. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2004.
SAID, Edward. Cultura e Imperialismo. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.
Schwartz, Jorge
SCHWARTZ, Jorge. Vanguardas latino-americanas: polêmicas, manifestos e textos críticos. São Paulo: Edusp, 2008.
SINGER, Paul. América del Sur 2006: de la geografia a la historia. In: GONZÁLEZ, Helena & SCHMIDT, Heidulf. Democracia para una nueva sociedade (modelo para armar). Caracas: Nueva Sociedad, 1997.
TAMAYO VARGAS, Augusto. Interpretações da América Latina. In: América Latina em sua literatura. São Paulo: Perspectiva, 1979, p.455-477.
TERÁN, Oscar (org.). El primer antimperialismo latinoamericano. In: Punto de Vista, Año IV, n.12, jul-oct 1981, p.6-10
AZUELA, Alicia; PALACIOS, Guillermo (coord.). La mirada mirada: transculturalidad e imaginários del México revolucionario, 1910-1945. México: Colmex; UNAM, 2009.
TURNER, John F. C. (1968). “The Squatter Settlement: An Architecture that Works”. Architectural Design 38: 355-360.
TURNER, John F. C.; FICHTER, Robert, eds. (1972). Freedom to Build, dweller control of the housing process. New York: Macmillan.
VILLORO, Juan. “Iguanas y dinosaurios. América Latina como utopía del atraso”. In: Efectos personales. Bracelona, Anagrama, 2000.
VIOLICH, Francis, Cities of Latin America: Housing and Planning to the South, New York: Reinhold Publishing Co., 1944. Volume 81, Issue 3, pages 22–25, May/June 2011
WAISMAN, Marina. El interior de la historia: historiografia arquitectonica para uso de latinoamericanos. Bogotá: Escala, 1940.
WILLIAMS, Raymond, Palavras-chave. Um vocabulário de cultura e sociedade [1976]. São Paulo: Boitempo, 2007.