Diálogos entre Arquitetura e Urbanismo no Século XX

Objetivos:

A partir do reconhecimento de momentos de diálogo entre a arquitetura e urbanismo no século XX, estudar os fundamentos da constituição destes campos de conhecimento

Justificativa:

Os campos da Arquitetura e do Urbanismo, com frequência, são abordados de forma autônoma, pois assim, foram historicamente definidos. Esta disciplina, reconhecendo as especificidades de ambos, procurará promover estudos onde estes limites foram redefinidos. A interlocução disciplinar atende à vocação da área Projeto, Espaço e Cultura e a uma demanda das pesquisas da linha de pesquisa homônima.

Conteúdo:

1 Arquitetura e Metrópole. Referência: TAFURI, M. \ DAL CO, F. – Il Werkbund. L’Árchitettura di fronte alla Metropole. In Architettura Contemporanea I, Milano, Electa, 1979, pp. 78-87. 2. Le Corbusier: tradição clássica e humanismo na relação arquitetura e urbanismo Referência: LE CORBUSIER – Precisões sobre um estado presente da arquitetura e do urbanismo – São Paulo, Cosac & Naify, 2004 3. F.L.Wright: tradição cultural e invenção da América na arquitetura e no urbanismo. Referência: WRIGHT, F. L. – La ciudad viviente, Buenos Aires, Compañia General Fabril Editora, 1961. 4; O CIAM e a reconciliação entre funcionalismo e humanismo no segundo pós-guerra. Referência: SERT, J.L. Centri per la vita della comunità, in ROGERS, E. N. / SERT, J. L. / TYRWHITT, J. – Il Cuore della Città? Per uma vita piú umana delle comunità, Congressi Internazionali de Architettura Moderna, Milano Hoepli Editore, 1977 OCKMAN, J. Los años de La guerra: Nueva York, Nueva Monumentalidad, in COSTA, X./ HARTRAY,G.(editores) Sert. Arquitecto en Nueva York. Barcelona, Museu d’Art Contemporani de Barcelona, 1997. 5. O conceito de espaço público no campo da arquitetura e do urbanismo Referência: DEVILLARD, V. JANNIÈRE,H Espaces publics, communauté et voisinage, 1945-1955 in PICON-LEFBVRE,V (org) Colection Architextes. Groupe Moniteur, 1977. 6. Arquitetura e Cidade: o segundo pós-guerra no Brasil. Referência: ARRUDA, M. A. N. Tempos, Lugares, Sociabilidade, in Metrópole e Cultura. São Paulo no meio século XX. Bauru, SP: EDUSC, 2001 7. Uma reflexão sobre escala nos Planos e projetos contemporâneos. Referência: LEPETIT, B. Arquitetura, geografia e Historia: usos de escala. in Lepetit ,Bernard Por uma nova historia urbana/ Bernard Lepetit.; seleção de textos, revisão critica e apresentação Heliana Angotti Salgueiro. São Paulo, EDUSP, 2001. 8. Estudos de caso: planos e projetos arquitetônicos em uma cidade brasileira. Estes estudos são modificados a cada vez que a disciplina é oferecida e procuram refletir problemas, propostas e questões atuais. Em versões anteriores desta disciplina já foram estudados as propostas para o Concurso para o Annhangabaú em S. Paulo e, em uma segunda ocasião, as propostas para o Concurso Bairro Novo, na Barra Funda, também em S. Paulo. Cada proposta estudada é apresentada por um grupo de alunos em forma de um seminário.

Forma de Avaliação:

Os alunos serão avaliados pela participação em aulas, realização de seminários e trabalho final dissertativo sobre temas abordados na disciplina.

Observação:

1. As aulas expositivas, ao desenvolver os principais conceitos teóricos, tomarão exemplos em obras ou projetos escolhidos por ocasião do oferecimento da disciplina. 2. Os alunos apresentarão seminários sobre textos específicos indicados na bibliografia para cada tema do conteúdo. Os seminários serão abertos por uma aula expositiva. Os alunos devem entregar um relatório elaborado a partir de dois textos indicados para seminário, apresentando uma resenha crítica do conteúdo abordado, que pode ser aprofundado por outras leituras (trabalho individual). 3. O trabalho final deverá sistematizar as informações e reflexões desenvolvidas pelo seminário sobre planos e propostas de uma área urbana eleita por ocasião do oferecimento da disciplina.

Bibliografia:

ABRAHÃO , S.L. Espaço público do urbano ao político. São Paulo, Annablume, 2008.
ARANTES, O O lugar da arquitetura depois dos modernos. São Paulo, EDUSP / NOBEL ., 1993, 93 -123
ARRUDA, M. A. N. Metrópole e Cultura. São Paulo no meio século XX. Bauru, SP: EDUSC, 2001.
ARGAN, G. C. – Projeto e Destino, Ática, S. Paulo, 2000.
AYMONINO, C. – Il significato delle città , Roma-Bari, Laterza, 1976.
BANHAM, R. – Teoria e projeto na primeira era da máquina,São Paulo, Ed. Perspectiva, 1975.
BANHAM, P. R. – Scenes in America Deserta – Cambridge, Massachusetts, MIT Press, 1989.
BANHAM, P. R. – The wilderness years of Frank Lloyd Wright, RIBA Journal, 76 (december, 1969).
BOESIGER, W. e STONOROV, O. – Le Corbusier et Pierre Jeanneret – Ouvre complète (en huit volumes), Zurich, Les Editions d’Architecture (Artemis), 1991.
BORDIEU, P. – Reponses pour une anthropologie rèflexive, Paris, Edition du Seuil.
CANUTTI,R.C. Planejamento urbano e produção do espaço na Barra Funda. Dissertação de mestrado FAUUSP ,2008
CIUCCI, G. et alii – La Ciudad Americana – de la guerra civil al New Deal, Barcelona, G. Gili, 1975.
COLQUHOUN, A. – Modernidade e Tradição Clássica – ensaios sobre arquitetura – São Paulo, Cosac & Naify, 2004.
COSTA, X./ HARTRAY,G.(editores) Sert. Arquitecto en Nueva York. Barcelona, Museu d’Art Contemporani de Barcelona, 1997. ( catálogo)
CROWE, N. Nature and the idea of a man-made world – Cambridge/Massachusetts, Mit Press, 1995.
DAL CO, Francesco Teorie del Moderno. Architettura Germania 1880-1920.Roma-Bari, Laterza,1985.
DEVILLARD, V. JANNIÈRE,H Espaces publics, communauté et voisinage, 1945-1955 in PICON-LEFBVRE,V (org) Colection Architextes. Groupe Moniteur, 1977, p. 15-32
FERNANDES, F. Arquitetura e sociabilidade na cidade Universitária de São Paulo. In Cidades Universitárias : Patrimônio urbanístico e arquitetônico da USP/ Centro de Preservação Cultural.São Paulo São Paulo,EDUSP/ Imprensa Oficial do Estado de
São Paulo , 2004, PP. 59-70.
FORSEE, A. – Frank Lloyd Wright – Rebel in concrete – Filadelfia, Macrae Smith Company, 1959.
GIEDION, S. – Arquitectura y Comunidad, Buenos Aires, Ediciones Nueva Visión, 1963.
HITCHCOCK, H. R. – Frank Lloyd Wright – Obras 1887-1941 – Barcelona, G. Gili, 1978.
HABERMAS, J. – Arquitetura Moderna e Pós-Moderna in Dossier Habermas, Revista Novos Estudos CEBRAP, setembro, 1987.
JACOBS, J. – Morte e Vida de Grandes Cidades, Martins Fontes, S. Paulo, 2000.
JOHNSON, D. L. – Frank Lloyd Wright versus America: the 1930s – Cambridge, Massachusetts, London – MIT Press, 1990.
JORGE, L. A. – O Desenho da Janela – São Paulo, AnnaBlume, 1995.
JORGE, L.A. – O Espaço Seco – poéticas e imaginário da arquitetura moderna na América – Tese de Doutorado, FAUUSP, 1999.
LE CORBUSIER – Precisões – Sobre um estado presente da arquitetura e do urbanismo – São Paulo, Cosac & Naify, 2004.
LE CORBUSIER – Unité d’habitation à Marseille – Paris, L`Homme et l’architecture, 1947
LEME, M. C. S. (org.) – Urbanismo no Brasil 1895-1965 – Ed. Studio Nobel, FUPAM/FAUUSP, 1999.
LEPETIT, B. Por Uma Nova História Urbana/ Bernard Lepetit. Organização Heliana Angotti Salgueiro. São Paulo, Edusp, 2001
LOURENÇO, M. C. F. – Operários da Modernidade. São Paulo, EDUSP/HUCITEC, 1995.
MONTANER, J. M. – Después del Movimiento Moderno. Arquitectura de la segunda mitad del siglo XX. Barcelona, Editorial Gustavo Gili, 1993.
OCKMAN, J. Architecture Culture 1943-1968. A Documentary Anthology. Columbia Book of Architecture, Rizzoli International, 2005.
PANERAI, P. \ MANGIN, D. – Les temps de la ville – Laboratoire de Recherches Histoire Architectural et Urbaine – Societés, Ècole d`Architecture de Versailles, 1988.
PEDROSA, M. – Dos Murais de Portinari aos Espaços de Brasília. São Paulo, Ed. Perspectiva, 1981.
ROGERS, E. N. / SERT, J. L. / TYRWHITT, J. – Il Cuore della Città? Per uma vita piú umana delle comunità, Congressi Internazionali de Architettura Moderna, Milano Hoepli Editore, 1977.
SULLIVAN, Louis H. – Autobiografía de una idea – Buenos Aires, Ediciones Infinito, 1961.
TAFURI, M. – La Sfera e il Labirinto – Avanguardie e Architettura da Piranese agli anni 70, Torino, Einaudi, 1980.
TAFURI, M. \ DAL CO, F. – Architettura Contemporanea, Milano, Electa, 1979.
TURNER, F. J. – The frontier in American History – University of Arizona Press, 1985.
WHITE, M. and L. – The intellectual versus the city – from Thomas Jefferson to Frank Lloyd Wright – Cambridge, Harvard University Press and Mit Press, 1962.
WHITMAN, W. – Folhas das Folhas da Relva – tradução e seleção de Geir Campos, S. Paulo, Brasiliense, 1983.
WHITMAN, W.- Leaves of Grass – N.York, Toronto, London, Bantam Books, 1983
WRIGHT, Frank L. – El futuro de la arquitectura. Buenos Aires, Editorial Poseidon, 1958.
WRIGHT, Frank L. – La ciudad viviente. Buenos Aires, Compañia General Fabril Editora, 1961.
WRIGHT, Frank L. – Frank Lloyd Wright: Collected Writings – (vols. I, II, III e IV) ed. Bruce Books Pfeiffer – New York, Rizzoli/The Frank Lloyd Wright Foundation, 1992.
WRIGHT, Frank L. – Autobiografía 1867 [1944] – Barcelona, El Croquis Editorial,1998.
WRIGHT, Olgivanna L. – Frank Lloyd Wright, His Life, His Work, His Words – New York, Horizon Press, 1966