Iluminação Natural na Arquitetura: Metodologias para Projeto e Avaliação

Objetivos:

1 | OBJETIVO GERAL Propiciar a reflexão e a discussão de tópicos relacionados à iluminação natural na arquitetura, de modo a preparar o aluno de pós-graduação para atuar como agente disseminador dos conceitos envolvidos, seja na sua prática profissional como docente/pesquisador universitário, seja como profissional de projeto. 2 | OBJETIVOS ESPECÍFICOS 1) Exercitar a avaliação da iluminação natural em ambientes existentes (APO), e do potencial de sua utilização em novos projetos, a partir da avaliação do local de implantação do futuro edifico e de seu entorno, mediante a aplicação de questionários, de fichas de avaliação específicas e de registros fotográficos. 2) Possibilitar o desenvolvimento de exercício de projeto que priorize a adequada utilização da luz do dia. 3) Elaboração de monografia temática e/ou artigo científico.

Justificativa:

Recortes históricos e proposições contemporâneas acerca da luz do dia na arquitetura. Avaliação da iluminação natural em edifícios existentes. O Design da Iluminação natural no processo de projeto. A luz do dia no meio urbano e sua apropriação pela arquitetura.

Conteúdo:

1. Iluminação natural na arquitetura: breve retrospectiva histórica. 2. Pensamento de teóricos contemporâneos a respeito da iluminação natural na arquitetura. 3. Avaliação da iluminação natural: questionários, diagramas morfológicos e imagens HDR. 4. Design da iluminação natural: clima e contexto, influência da forma, tipologias (lateral, zenital, átrios, pátios, dutos, sistemas avançados, materiais, superfícies, luz e cor); integração luz do dia – iluminação artificial; apropriação da luz do dia em ambientes urbanos densamente ocupados; iluminação natural, conforto e saúde. 5. A iluminação natural no processo de projeto: a) ferramentas de projeto: métodos simplificados, modelos físicos em escala reduzida, modelagem computacional; b) dados para projeto: disponibilidade de luz do dia, códigos e normas, dados fotométricos de materiais, dados de fontes de luz elétrica e luminárias – úteis na integração entre sistemas de iluminação natural e iluminação artificial.

Forma de Avaliação:

A Presença mínima obrigatória é de 70%. A avaliação levará em conta a qualidade do trabalho apresentado, aferida de acordo com os seguintes critérios: a) Mono

Observação:

Bibliografia:

A listagem a seguir é razoavelmente intensa e não separa obras básicas das complementares, uma vez que tem por objetivo ser uma fonte abrangente acerca do universo da iluminação.

ANDER, Gregg D. “Daylighting. Performance and Design”. New York, Van Nostrand Reinhold, 1995
ARNHEIM, R. “Arte e Percepção Visual”. São Paulo, Pioneira, EDUSP.
BECHETT, H.E.,GODFREY, J.A. “Ventanas. Función, diseño e instalación”. Barcelona, Gili, 1978
BAKER, Nick, STEEMERS, Koen. “Daylight Design of Buildings”. London, James & James, 2002
BRANDSTON. Howard M. Aprender a Ver. A Essência do Design da Iluminação. Trad. Paulo Sergio Scarazzato – 1ª Ed. – São Paulo: De Maio, 2010
CASAL, José M. “El Ambiente Luminoso en el Espacio Arquitectónico”. Madrid, COAM – Colégio oficial de Arquitectos de Madrid – 1978
EGAN, M.J. “Concepts in Architectural Lighting”. New York, McGraw-Hill, 1983
FONTOYNONT, Mark (edit). “Daylight Performance of Buildings”. London, James & James, 1999.
FROTA, Anésia & SCHIFFER, Sueli. “Manual de Conforto Térmico”. São Paulo, Studio Nobel, 1995.
GUSOWSKI, Mary. “Daylighting for Sustainable Design”. New York, McGraw-Hill, 1999
GREGORY, R.L. Olho e Cérebro. Psicologia da Visão”. Rio de Janeiro, Zahar, 1979
HOPKINSON, R.G., LONGMORE, J. and PETERBRIDGE, P. “Iluminação Natural. Lisboa. Fundação Kalouste Gulbenkian, 1976
IESNA – Illuminating Engineering Society of Norto America. “IES Lighting Handbook, reference and application – 10th edition. New York, IESNA, 2011
JORGE, Luiz Antonio. “O desenho da Janela”. São Paulo, annablume, 1995
KOENIGSBERGER, O. “Viviendas y Edifícios en Zonas Calidas y Tropicales”. Madrid, Paraninfo, 1977
LAM, William M.C. “Perception and Lighting as Formgivers for Architecture”. New York,
McGraw-Hill, 1977
LAM, William M.C. “Sunlighting as Formgivers for Architecture”. New York., Van Nostrand, 1986
LE CORBUSIER. “Por uma Arquitetura”. São Paulo, Perspectiva / EDUSP, 1975
MASCARÓ, Lúcia. “Luz, Clima e Arquitetura”. São Paulo, Nobel, 1989
MICHEL, Lou. “Light: The Shape of Space”. New York, John Wiley & Sons, 1995
MILLET, Marietta S. “Lighting Revealing Architecture”. New York, John Wiley & Sons, 1997
MOORE, Fuller. “Concepts and Practice of Architectural Daylighting”. New York, Van Nostrand Reinhold, 1991
O’ CONNOR, Jennifer et all. “Tips for Daylighting With Windows. The Integrated Approach”. Berkeley, LBNL – Ernest Orlando Lawrence Berkeley National Laboratory,1997 (disponível para dowload gratuito em http://windows.lbl.gov/daylighting/designguide/designguide.html – acesso em 22/03/2006
RASMUSSEN, Steen Eiler. “Arquitetura Vivenciada”. São Paulo, Martins Fontes, 1986
ROBBINS, Claude. “Daylighting, Design and Analysis”. New York, Van Nostrand Reinhold, 1986
RUCK, Nancy et al. “Daylighting in Buildings. A source Book on Daylighting Systems and Components”. IEA – International Energy Agency, 2000 (disponível para dowload gratuito em http://gaia.lbl.gov/iea21/ – acesso em 22/03/2006
REIS FILHO, Nestor Goulart. “Quadro da Arquitetura no Brasil”. São Paulo, Perspectiva, 1975
SCARAZZATO, Paulo Sergio, et all. “The Dynamic of Daylight in Tropical Humid Climtes and its Influence on Indoor Environment”. The 7th International Conference on Indoor Air Quality and Climate. July, 21-26, 1996. Nagoya, Japan (proceedings, vol 1 pp.925 – 930)
SCARAZZATO, Paulo Sergio, et all. “A Proposed Method of Teaching Lightind Design in Architecture’s Graduate Courses”. Right Light 6. 6th International Conference on Energy –Efficient Lighting. May, 9 – 11, 2005. Shangai, China (procedings, em CD, sem nueração de páginas). Este e os demais artigos apresentados estão disponíveis para dowload gratuito em http://www.rightlight6.org/english – acesso em 22/03/2006

PERIÓDICOS
Abitare; Ambiente; Architectural Design; AD – Architecture and Ecology; Architectural Journal (RIBA – Royal Institue of British Architecture); Architectural Record; Architectural Review; AU-Arquitetura e Urbanismo; Casabella; Domus; El Croquis; Finestra; L’Arca; L’Architecture d’Aujourd d’Hui; LD+A (Lighting Design and Application); Lume Arquitetura; Progressive Architecture; Projeto Design; Quaderns; Téchne

SITES INTERESSANTES
Advanced Buildings
www.advancedbuildings.org
Audience – Projet Européen de Télé Formation des Architects à la Maitrise des Ambiences
http://audience.cerma.archi.fr/
Daylighting Collaborative
http://www.daylighting.org/
DOE – Building Energy Software Tool Directory http://apps1.eere.energy.gov/buildings/tools_directory/subjects.cfm/pagename=subjects/pagename_menu=materials_components/pagename_submenu=lighting_systems
Energy Design Resources
www.energydesignresources.com
Ver, em especial os seguintes documentos: Skylighting Guidelines, Daylighting Guidelines e Design Briefs. O mesmo site disponibiliza para dowload gratuito, entre outros o software Sky Calc
FAUUSP – Softwares de conforto (vários, entre eles o DLN – Disponibilildade de Luz Natural)
http://www.usp.br/fau/pesquisa/laboratorios/labaut/conforto/index.html
LEARN – Low Energy Architecture Research Unit da London Metropolitan University http://www.learn.londonmet.ac.uk.
http://www.learn.londonmet.ac.uk./student/resources/notes.shtml
Libris Design
www.librisdesign.org
New Buildings Institute
www.newbuildings.org
Revista Lume Arquitetura
http://www.lumearquitetura.com.br/softwares.html
Architectural Lighting Design Software
http://www.schorsch.com/
The American Institute of Architects
caminho para acessar o Top Ten Green Projects
http://www.aia.org/practicing/index.htm
The Architecture Research Institute
http://www.architect.org/institute/
http://www.architect.org/institute/programs/sustainable/#bib

The Daylight Site
http://www.thedaylightsite.com/

William M. C. Lam
http://wmclam.com
Site de importante consultor, professor e pesquisador na área da iluminação, que disponibiliza gratuitamente, textos e livros de sua autoria, para download.

Normas Técnicas
NBR 5461/1991 Iluminação (Terminologia)
NBR 5413/1992 Iluminância de Interiores
NBR 5382/1985 Verificação de Iluminâncias de Interiores
NBR 151215 – 1/2005 Iluminação Natural (Parte 1: Conceitos Básicos e Definições)
NBR 151215 – 2/2005 Iluminação Natural (Parte 2: Procedimentos de Cálculo para a Estimativa da Disponibilidade de Luz Natural)

NBR 151215 – 3/2005 Iluminação Natural (Parte 3: Procedimentos de Cálculo para a Determinação da Iluminação Natural em Ambientes Internos)
NBR 151215 – 4/2005 Iluminação Natural (Parte 4: Verificação Experimental das Condições de iluminação Interna de Edificações – Método de Medição)

Código
Créditos
Área de Concentração