O Projeto Contemporâneo como Pesquisa em Arquitetura

Objetivos:

Estudar a relação entre a atividade prática do projeto e a elaboração teórica relativa aos seus fundamentos. Vincular ao processo criativo o conceito de pesquisa em arquitetura, enquanto reflexão contemporânea das necessidades sociais; tecnológicas; estéticas e culturais de nossa sociedade. Promover o debate sobre o projeto de arquitetura à luz da produção teórica que o informou nas últimas décadas, sobretudo a partir da crítica ao movimento moderno nos anos de 1960.

Justificativa:

A produção arquitetônica internacional nas últimas décadas, à qual também vinculamos a produção brasileira, tem sofrido profundas modificações motivadas por fatores diversos como: o rápido processo de metropolização, sobretudo nos países em desenvolvimento, o avanço tecnológico e, fundamentalmente, a explosão do sistema de informação, que provocou uma globalização de atitudes e linguagens, talvez sem paralelo na história da arquitetura. Situar o fazer em nossos dias é nos confrontarmos com a dualidade entre o que deve formar um projeto e o que o informa, condicão essencial para o situarmos como produto social e reflexo de uma cultura.

Conteúdo:

Num espaço global que se transforma numa velocidade sem paralelo na história, é possível que todas as questões sobre as quais os arquitetos se pendem sofram o risco de rápida obsolescência, apesar do caráter de permanência da atividade. Da pequena à grande escala o que temos assistido é uma luta pela sobrevivência de problemas que sempre foram caros aos arquitetos, como a técnica ou a forma, por exemplo, mas que hoje estão tensionados por uma escala de transformações que fazem com que a imagem seja imperativa do fazer. Da mesma forma nas cidades, sobretudo as mais novas, a expansão quase sem controle de seu território, tem desacreditado todas as teorias. Ao mesmo tempo, escreve-se muito e publica-se muito sobre a arquitetura. O curso propõe discutir algumas questões essenciais da produção arquitetônica contemporânea: a sedimentação dos aspectos disciplinares; a reflexão sobre a forma e seu significado; a relação entre arquitetura e cidade e o enfrentamento e a superação do Projeto Moderno. Concretamente o curso foca a produção de arquitetos contemporâneos, buscando situar a vitalidade e atualidade desta produção face ao debate internacional. Objetiva ainda pensar o potencial desdobramento de determinadas hipóteses na produção da arquitetura brasileira. Desenvolvimento Metodológico 1. O curso contará com aulas expositivas a cargo dos professores responsáveis e convidados externos, leituras críticas sobre textos selecionados e seminários sobre o objeto das pesquisas a cargo dos alunos. 2. Os alunos são organizados em grupos, cada qual sendo responsável por um conjunto de arquitetos elencados. 3. O objetivo para os trabalhos de cada equipe é a montagem de um inventário crítico de projetos e obras dos referidos arquitetos, revelando as questões fundamentais que os definem na produção. 4. As aulas serão organizadas em dois módulos: – aulas expositivas, leituras críticas e seminários no módulo inicial. – Orientação das pesquisas no segundo módulo. Os alunos serão avaliados em duas atividades: – Avaliação do trabalho em grupo – Trabalho individual, com tema de livre escolha pelo aluno.

Forma de Avaliação:

Observação:

Bibliografia:

Jencks, Charles. The language of post-modern architecture. N. York, Rizzoli, 1977
Le Corbusier, La maison des hommes, Plom, Paris, 1942.
Lynch, Kevin. De que tiempo es este lugar, Ed. Gustavo Gili, 1972
Moore, Charles e Allen G. Dimensiones de la arquitetura. Ed. Gustavo Gili, 1976;
Norberg Schulz, Christian . Intenzioni in architettura. Paperback Lorici, 1967; Existence, space, architecture, Studio Vista, London, 1971
Rykwert , Joseph. La maison d´Adam au Paradis. Ed. Du Senil, Paris, 1972.
Rossi, Aldo. Para uma arquitetura de tendência. Ed. Gustavo Gili, 1977.; La Arquitectura de la Ciudad, Barcelona, Gustavo Gili, 1982.
Venturi, Robert. Complejidad y contradiciones en la arquitetura. Ed. Gustavo Gili, 1972 Leach, Neil, Rethinking architecture, a reader in cultural theory, Routledge, London, 1997-1998-1999
Hall, Peter Geoffrey, Cities of tomorrow, an intellectual history of urban planning and design in the twentieth century, Blackwell Publishers, Malden (MA), USA – 1998-1996. Yeang, Ken. The skyscraper bioclimatic considered, Academy Editions, John Wiley & Sons, Chichester, U.K., 1996
Frampton, Kenneth (ET.AL.). Technology place & architecture, The Jerusalem Seminar in Architecture, Rizzoli International Publications, Inc., New York, USA, 1998.
– Modern Architecture, a Critical History, New.York, Thames and Hudson, 1985.
– [História Crítica da Arquitetura Moderna. São Paulo, Martins Fontes, 2000];
Tschumi, Bernard, Architecture and disjunction, M.I.T. Press, Cambridge (MA), USA, 1998
Tschumi, Bernard. Cheng, Irene. The State of Architecture at the Beginning of the 21st Century. New York, the Monacelli Press, 2003.
Mitchell, William J., City of bites, space, place and Infobahn, M.I.T. Press, Cambridge (MA) USA, 1998
Harvey, David. The condition of post modernity, Blackwell Publishers, Inc., Malden (MA), USA, 1990
Koolhas, Rem. Delirius New York: A Retroactive Manifesto for Manhattan. New York, The Monacelli Press, 1994
Nesbitt, Kate. Theorizing a new agenda for Architecture, New York, Princeton University Press, 1996.
– [Uma Nova Agenda para a Arquitetura, São Paulo, Cosacnaify, 2006]
Jacobs, Jane. Morte e Vida de Grandes Cidades. São Paulo, Martins Fontes, 2001 Eisenman, Peter. House X, New York Rizzolli, 1982.
– Codex, The City of Culture of Galicia. N. York, the Monacelli Press, 2005
Drexler, Arthur e Rowe, Collin. Five Architects. Barcelona, G.Gili, 1982
Moneo, Rafael, Theoretical Anxiety and Design Strategies, Barcelona, Actar, 2004
Rowe, Peter, Desing Thinking., London, MIT Press, 1987.

Teses

Correa, Maria Luiza. O projeto contemporâneo. Tese de doutorado, FAUUSP, 2005.
Spadoni, Francisco. Quase Contemporâneo. Dissertação de Mestrado, FAUUSP, 1997.
Spadoni, Francisco. A Transição do Moderno. Tese de doutorado, FAUUSP, 2005.

Código
Créditos
Área de Concentração