Tempo e Espaço na Arquitetura Moderna

Objetivos:

Identificar e estudar o significado do desenho no projeto de arquitetura do urbanismo e do design. lsso fazendo relacionar na história as diversas formas de expressão técnica e artística do desenho de proieto como instrução vernácula ou erudita para a construção e para a confecção dos objetos de analise. Sintetizar as ações consideradas à luz da técnica de expressão e da tecnologia de realização e assim reproduzir a obra e seus significados depois da construção cotizados com a ideia, o desenho e o projeto. Analisar a cada ponto o conteúdo do desenho do ponto de vista da incorporação das técnicas existentes ao tempo da sua confecção. Conhecer a carga de inovação que o proieto incorpora e, por consequência, a obra materializa.

Justificativa:

O estudo da história nas especialidades do projeto de arquitetura, de urbanismo e de design parte do pressuposto da imobilidade dos objetos de analise, porque em poucas palavras falamos do passado. A medida que, no estudo das ações cronologicamente pertencentes ao passado, nos aproximamos do presente e do contemporâneo ocorre uma deformação do tempo de tal maneira que a separação entre o passado e o presente se faz tênue. É o que Albert Einstein definiu como o caráter curvo do tempo. E é isso que enfrentamos. Como tratamos do espaço arquitetônico, urbanístico e de design temos que considerar que esses espaços, aqui considerados como espaços construídos, também se deformam e se curvam a medida que se aproximam do presente. Cotizamos também e principalmente as justificativas apresentadas pelos diversos autores considerados sobre as suas pretensões no momento do projeto e as constatações ao tempo da obra construída.

Conteúdo:

ldentificar e estudar as manifestações artísticas e cientificas nos campo da arquitetura, do urbanismo e do design contemporâneos. Interessa investigar o significado do desenho no projeto e a partir disso verificar como se dá a passagem da ideia, intermediada pelo desenho, para a obra construída. Trata-se de relacionar na história as diversas formas de expressão técnica e artlstica do desenho e do projeto como instrumento que precede a construção e como slntese de ação ao tentar reproduzir a obra e seus significados depois da construção. No que diz respeito ao estudo trata-se de analisar a cada ponto o conteúdo do desenho do ponto de vista da incorporação das técnicas existentes ao tempo da sua confecção. lnteressa também à disciplina conhecer a carga de inovação que o proieto incorpora e por consequência, a obra materializa. Para alcançar esses objetivos serão analisados de inicio autores mais expressivos do período moderno de forma a coletar informações a serem aplicadas à arquitetura contemporânea tal qual se desenvolveu nos século XX e se desenvolve no século XXl no mundo e com rebatimentos críticos no Brasil.

Forma de Avaliação:

Os alunos serão avaliados pela qualidade de conteúdo e de exposição do tema do seminário de que forem encarregados e pela qualidade do trabalho monográfico.

Observação:

Aulas expositivas: aulas formais que abordam temas constantes do programa de disciplina, tendo como referência textos básicos da bibliografia indicados para esse fim; Seminários: aulas a serem ministradas por alunos ou grupos de alunos sobre os temas previamente selecionados considerada a bibliografia do curso e os projetos de pesquisa desenvolvimento pelos próprios alunos.

Bibliografia:

FAROLDI, Emilio e VETTORI, Maria Pilar, Diálogos de arquitetura, São Paulo, Siciliano, 1997;

GHIRARDI, Diane, Arquitetura Contemporânea: uma história concisa, São Paulo, Martins Fontes, 2002;

KOOLHASS, Rem, Mutaciones, Barcelona, Actar, 2008;

KOOLHAS, Rem, S,M,L,XL, New York, The Monacelli Press, 2OO2;

MONEO, Rafael, Inquietud y Estratégia Projectual, Barcelona, Actar, 2004;

MONTANER, Josep Maria, Depois do movimento moderno, Barcelona, Editorial Gustavo Gili, 2001;

NESBITT, Kate (org), Uma nova agenda para a arquitetura, São Paulo, Cosac & Naify, 2006;

OLlVElRA, Beatriz S. de, LASSANE, G. e ROCHA-PEIXOTO, L. (orgs.), Leituras em Teoria da Arquitetura, Rio de Janeiro, Vianna e Mosley Editores, 2009;

ROTH, Leland M., Entender la arquitectura, Barcelona, Editorial Gustavo Gili, 20O3;

SOLÁ-MORALES, Manoel de, De cosas urbanas, Barcelona, Gustavo Gili, 2008;