Edital ATAAc 010/2013

Universidade de São Paulo

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

Edital ATAAc 010/2013

ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO CONCURSO DE TÍTULOS E PROVAS VISANDO O PROVIMENTO DE 01 (UM) CARGO DE PROFESSOR DOUTOR 1, REFERÊNCIA MS-3.1, EM R.D.I.D.P., JUNTO À ÁREA DE CONHECIMENTO DE HISTÓRIA DA ARQUITETURA DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA DA ARQUITETURA E ESTÉTICA DO PROJETO DA FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO.

O Diretor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, de acordo com o decidido pela Congregação da FAUUSP, em sessão de 26.04.2013, torna público a todos os interessados que estarão abertas, pelo período de 90 (noventa) dias, de 03.05.2013 a 31.07.2013, de segunda a sexta-feira, exceto feriados e pontos facultativos, das 09h às 12h e das 13h às 16h, as inscrições do concurso de títulos e provas visando o provimento de 01 (um) cargo de Professor Doutor 1, referência MS-3.1, em R.D.I.D.P. em virtude da aposentadoria do Prof. Dr. José Eduardo de Assis Lefèvre no cargo/claro código nº 1230840, criado nos termos do artigo 1º, da Lei Complementar nº 1009, de 21.05.2007 e, distribuído pela da Portaria GR – 5855 de 17.10.2012 tendo em vista o disposto na Lei nº 14.782 de 14.05.2012 e recebendo o salário de 8.715,12 (oito mil e setecentos e quinze reais e doze centavos), junto a área de conhecimento de Historia da Arquitetura do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da FAUUSP, nos termos do artigo 125, § 1º, do Regimento Geral da USP, e o respectivo programa que segue:

1. – Historiografia e crítica de arquitetura e design.

2. – Ornamento: forma, estrutura e técnica.

3. – Sistemas de proporção na Arquitetura.

4. – Sistemas construtivos: produção e projeto.

5. – Arquitetura e ideias de cidade.

6. – Modernismos e modernidades na arquitetura.

7. – Teorias e realizações depois do movimento moderno.

8. – Global, nacional, regional: impasses na arquitetura e design contemporâneos.

9. – Tradição e modernidade: academias e vanguardas.

10. – Arquitetura, paisagem, ambiente.

11. – Habitação e cidade nos séculos 20 e 21.

12. – Projeto e programa em arquitetura e design. O concurso será regido pelo disposto no Estatuto, Regimento Geral da Universidade de São Paulo, bem como pelo Regimento Interno desta Faculdade.

1. As inscrições serão feitas na Assistência Técnica para Assuntos Acadêmicos, sito à Rua do Lago, 876 – Cidade Universitária “Armando de Salles Oliveira”, devendo o (a) candidato (a) apresentar requerimento dirigido ao Diretor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, contendo dados pessoais e área de conhecimento do Departamento a que concorre da FAUUSP, de acordo com modelo disponibilizado no sítio da FAUUSP (www.fau.usp.br/concursos), acompanhado dos seguintes documentos:

I – Memorial circunstanciado, em 10 (dez) vias, no qual sejam comprovados os títulos, tais como, os trabalhos publicados, as atividades realizadas pertinentes ao concurso e as demais informações que permitam avaliação de seus méritos. Por memorial circunstanciado, entende-se a apresentação de análise reflexiva sobre a formação acadêmica, as experiências pessoais de estudo, trabalhos, pesquisas, publicações e outras informações pertinentes à vida acadêmica e profissional indicando motivações e significados. Esse Memorial deverá ser acompanhado da documentação correspondente ao alegado, de forma que se possa correlacionar cada atividade declarada no Memorial com a respectiva peça da documentação. Os candidatos deverão entregar 1 (uma) via da referida documentação assim como as 10 (dez) vias do memorial acondicionados em caixas (tipo arquivo), com indicação dos números dos documentos contidos em cada uma delas, de acordo com modelo disponibilizado no sítio da FAUUSP (www.fau.usp.br/concursos). As vias de material comprobatório deverão ser retiradas pelos candidatos inscritos em até 30 (trinta) dias após a publicação da homologação do resultado final do concurso em Diário Oficial do Estado. Após o período mencionado as mesmas serão encaminhadas à reciclagem;

II – Prova de que é portador do título de Doutor outorgado pela USP, por ela reconhecido ou de validade nacional (original e cópia);

III – Prova de quitação com o serviço militar para candidatos do sexo masculino (original e cópia);

IV – Título de eleitor (original e cópia) e comprovante (s) de votação da última eleição (1º e 2º turno), justificativa ou prova de pagamento da respectiva multa (original e cópia);

V – Documento de identificação com fotografia (original e cópia);

Parágrafo Primeiro: Os docentes em exercício na USP serão dispensados das exigências referidas nos incisos III e IV, desde que as tenham cumprido por ocasião de seu contrato inicial.

Parágrafo Segundo: Os candidatos estrangeiros serão dispensados das exigências dos incisos III e IV, devendo apresentar cópia de visto temporário ou permanente, que faculte o exercício de atividade remunerada no Brasil.

Parágrafo Terceiro: No ato da inscrição, os candidatos deverão entregar a documentação acondicionada em caixas (tipo arquivo), com indicação dos números dos documentos contidos em cada uma delas, juntamente com uma lista dos referidos documentos de acordo com modelo disponibilizado no sítio da FAUUSP (www.fau.usp.br/concursos).

Observações:

A. Não serão recebidas inscrições pelo correio, por e-mail, ou por fax;

B. Poder-se-á receber inscrição por meio de procuração, devidamente, registrada em cartório;

C. Será observada a ordem de inscrição para fins de sorteio e realização das provas;

D. Não será permitido o uso de microcomputador para a realização da prova escrita.

2. As inscrições serão julgadas, em seu aspecto formal, pela Congregação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, publicando-se a decisão em edital.

Parágrafo Único – O concurso deverá ser realizar-se após a aprovação da inscrição, no prazo mínimo de 30 (trinta) e máximo de 120 (cento e vinte) dias.

3. As provas constarão de:

I – prova escrita – peso 2 (dois);

II – prova didática – peso 4 (quatro);

III – julgamento do memorial com prova pública de argüição – peso 4 (quatro).

4. A seleção será realizada segundo critérios objetivos em duas fases, por meio de atribuição de notas em provas, que constituirão de:

Primeira fase: caráter eliminatório – prova escrita.

À prova escrita aplicam-se as seguintes normas:

I. A Comissão organizará uma lista de 10 (dez) pontos, com base no programa de concurso, e dela dará conhecimento aos candidatos, vinte e quatro horas antes do sorteio do ponto;

II. Sorteado o ponto, inicia-se o prazo improrrogável de cinco horas de duração da prova;

III. Durante sessenta minutos, após o sorteio, será permitida a consulta a livros, periódicos e outros documentos bibliográficos;

IV. As anotações, efetuadas durante o período de consulta poderão ser utilizadas no decorrer da prova, devendo ser feitas em papel rubricado pela Comissão e anexadas ao texto final;

V. A prova, que será lida em sessão pública pelo candidato, deverá ser reproduzida em cópias que serão entregues aos membros da Comissão da Julgadora, ao se abrir a sessão;

VI. Cada prova será avaliada pelos membros da Comissão Julgadora, individualmente.

Parágrafo Primeiro – O candidato poderá propor a substituição de pontos, imediatamente após tomar conhecimento de seus enunciados, se entender que não pertencem ao programa do concurso, cabendo à Comissão Julgadora decidir de plano sobre a procedência da alegação.

Parágrafo Segundo – As notas variarão de 0 (zero) a 10 (dez), sendo considerado aprovado na 1ª fase o candidato que obtiver nota igual ou superior a 7 (sete) da maioria dos membros da Comissão Julgadora.

Segunda fase:

Participarão da segunda fase apenas os candidatos aprovados na primeira fase. As provas da segunda fase serão as seguintes: a – Prova pública de argüição e julgamento do memorial – peso 4 (quatro); b – Prova didática – peso 4 (quatro);

5. A prova pública de argüição e julgamento do memorial, incluindo argüição e avaliação, deverá refletir o mérito do candidato, expressa mediante nota global, na Área de que trata o presente edital.

Parágrafo Primeiro – No julgamento do memorial, a Comissão apreciará:

I – produção científica, literária, filosófica ou artística;

II – atividade didática universitária;

III – atividades relacionadas à prestação de serviços à comunidade;

IV – atividades profissionais, ou outras, quando for o caso;

V – diplomas e outras dignidades universitárias.

Parágrafo Segundo – Finda a argüição de todos os candidatos, a Comissão Julgadora em sessão secreta conferirá as notas respectivas.

6. A prova didática será pública, com a duração mínima de 40 (quarenta) e máxima de 60 (sessenta) minutos, e versará sobre o programa da área de conhecimento acima mencionada, nos termos do artigo 137, do Regimento Geral da USP.

Parágrafo Primeiro – A Comissão Julgadora com base no programa do concurso organizará uma lista de 10 (dez) pontos da qual o candidato tomará conhecimento, imediatamente antes do sorteio do ponto, sobre o qual deverá realizar a prova didática 24 (vinte e quatro) horas após o sorteio do referido ponto;

Parágrafo Segundo – O candidato poderá utilizar o material didático que julgar necessário;

Parágrafo Terceiro – O candidato poderá propor a substituição de pontos, imediatamente após tomar conhecimento de seus enunciados, se entender que não pertencem ao programa do concurso, cabendo à Comissão Julgadora decidir, de imediato, sobre a procedência da alegação.

Parágrafo Quarto – As notas da prova didática serão atribuídas após o término das provas de todos os candidatos, pela Comissão Julgadora, individualmente, podendo variar de 0 (zero) a 10 (dez), com aproximação até a primeira casa decimal.

7. O julgamento da segunda fase do concurso, será feito de acordo com as seguintes normas:

I. Serão consideradas as notas conferidas pelos examinadores na primeira e segunda fase do concurso;

II. A nota obtida pelo candidato aprovado na prova escrita irá compor a média final da segunda fase.

III. Ao término das provas, cada candidato terá de cada examinador uma nota final que será a média ponderada das notas por ele conferidas nas duas fases, observados os pesos estabelecidos no Regimento Interno da Unidade.

Parágrafo Primeiro – A classificação dos candidatos será feita por examinador segundo as notas por ele conferidas.

Parágrafo Segundo – Serão considerados habilitados os candidatos que alcançarem da maioria dos examinadores, nota final mínima 7 (sete).

8. O resultado do concurso será proclamado pela Comissão Julgadora, imediatamente após seu término, em sessão pública.

9. Será proposto para nomeação o candidato que obtiver maior número de indicações da Comissão Julgadora.

10. O ingresso do docente em R.D.I.D.P. é condicionado à aprovação da CERT, na forma da Resolução 3533/89 e demais disposições regimentais aplicáveis.

11. Maiores informações, bem como as normas pertinentes ao concurso, encontram-se à disposição dos interessados na Assistência Técnica para Assuntos Acadêmicos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, no endereço acima citado ou por meio dos telefones: 3091-4536/4798 e/ ou e-mail: academicafau@usp.br.

Assistência Técnica para Assuntos Acadêmicos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo.