Especialista da FAUUSP comenta o incêndio da Catedral de Notre Dame que impressionou o mundo no dia de ontem, uma data que certamente ficará no hall das tristes lembranças do patrimônio histórico mundial.

“Ficamos hoje estupefatos e comovidos com a destruição por incêndio de partes significativas da Catedral de Notre Dame em Paris, com um prejuízo incomensurável para a cultura universal, que transcende os limites geográficos franceses e europeus.
Em algumas poucas horas uma obra de cerca de 850 anos de vida, que sobreviveu a duas guerras mundiais, à Revolução Francesa, aos horrores do episódio da Comuna de Paris, sofreu danos irreparáveis, dada a destruição de importantes elementos materiais de sua construção. O governo francês já anunciou a sua reconstrução. Mas sabemos que a autenticidade de seus materiais originais não será recuperada, o que retira da reconstrução a integral e devida reverência e referência. Mesmo as intervenções de meados do século XIX devidas a Viollet le Duc já eram até hoje históricas, meritórias de apreciação.”

São Paulo, 15 de abril de 2019

Prof. Dr. José Eduardo de Assis Lefèvre