apoio:

a pesquisa

O banco de dados Tipografia Paulistana é um dos resultados do projeto de pesquisa Memória gráfica paulistana: estudos exploratórios sobre tipografia e identidade, desenvolvido com apoio da FAPESP, CNPq e da Pró-reitoria de Pesquisa da USP. O projeto, vinculado com a rede de pesquisa Memória Gráfica Brasileira, teve como objetivo uma melhor compreensão da configuração da identidade visual da cidade de São Paulo através da identificação das características visuais apresentadas por artefatos gráficos produzidos e veiculados na cidade. Partiu-se do pressuposto de que a configuração de um sentido de lugar ou espírito de lugar se concretiza a partir das escolhas gráficas e tipográficas realizadas pelos habitantes de uma cidade ao longo do tempo, e veiculadas de forma pública através de formas e letras impressas, escritas, gravadas ou desenhadas.

Este banco de dados reúne informações sobre as empresas ligadas à pratica da impressão com tipos móveis na cidade de São Paulo a partir de 1827, data da instalação da primeira oficina tipográfica que se tem notícia na cidade.