Leandro Silva Medrano

Professor Livre-docente do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da FAUUSP. Formado pela FAUUSP onde também obteve o título de doutor, fez mestrado na Universitat Politecnica de Catalunya, pós doutorado na Universitad Politecnica de Madrid e livre-docência na Unicamp. No período que atuou na Unicamp foi Diretor do Serviço de Apoio ao Estudante da Unicamp (SAE), Coordenador de Graduação, integrou a equipe de criação do Programa de Formação Interdisciplinar Superior (ProFIS) e foi membro do Conselho Superior do Museu de Ciências da Unicamp. Mantém parcerias com grupos de pesquisas do Brasil e exterior, como o Grupo de Investigación en Vivienda Colectiva (GIVCO), da Universidade Politécnica de Madri. Foi contemplado com o Projeto Jovem Pesquisador da FAPESP (2006-2009), com o Auxílio Regular FAPESP (2010-14 e 2014-atual), pelo Edital CAPES/DGU no. 040/2012, e com 32 auxílios e bolsas vinculados à FAPESP. Participou da organização do XII SAL – Seminário de Arquitetura Latino-americana, do II Congreso Internacional de Vivienda Colectiva Sostenible (em parceria com a ETSAB-UPC, Barcelona), do I e II Seminário Internacional Habitação Coletiva e Cidade Contemporânea, dentre outros eventos científicos. É editor-chefe e criador da revista especializada e arbitrada PARC-Unicamp, Bolsista de Produtividade do CNPq desde 2010, membro do Comitê Executivo do Museu de Artes Visuais da Unicamp e do Grupo de Estudos do Contemporâneo do CEAv-Unicamp, e representante da FAUUSP no Conselho do Museu de Ciências da USP. Seus principais trabalhos abordam questões relacionadas ao desenvolvimento urbano das cidades. Teoria da arquitetura e do urbanismo, urbanismo, economia urbana, espaço urbano, habitação coletiva, habitação de interesse social e ensino superior, são alguns dos campos envolvidos em suas pesquisas recentes. Publicou diversos artigos em periódicos especializados e é autor do livro “Vilanova Artigas: Habitação e cidade na modernização Brasileira” (Unicamp, 2013).
(Texto informado pelo autor)

E-mail:

 

Telefone
+55 (11) 3091-4555
Currículo Lattes
https://uspdigital.usp.br/tycho/CurriculoLattesMostrar?codpub=77A155D3AD67
Currículo Resumido

Professor Livre-docente do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da FAUUSP. Formado pela FAUUSP onde também obteve o título de doutor, fez mestrado na Universitat Politecnica de Catalunya, pós doutorado na Universitad Politecnica de Madrid e livre-docência na Unicamp. No período que atuou na Unicamp foi Diretor do Serviço de Apoio ao Estudante da Unicamp (SAE), Coordenador de Graduação, integrou a equipe de criação do Programa de Formação Interdisciplinar Superior (ProFIS) e foi membro do Conselho Superior do Museu de Ciências da Unicamp. Mantém parcerias com grupos de pesquisas do Brasil e exterior. Foi contemplado com o Projeto Jovem Pesquisador da FAPESP (2006-2009), com o Auxílio Regular FAPESP (2010-14 e 2014-atual), pelo Edital CAPES/DGU no. 040/2012, e com 32 auxílios e bolsas vinculados à FAPESP. Participou da organização do XII SAL - Seminário de Arquitetura Latino-americana, do II Congreso Internacional de Vivienda Colectiva Sostenible (em parceria com a ETSAB-UPC, Barcelona), do I e II Seminário Internacional Habitação Coletiva e Cidade Contemporânea, dentre outros eventos científicos. É editor-chefe e criador da revista especializada e arbitrada PARC-Unicamp, Bolsista de Produtividade do CNPq desde 2010, membro do Comitê Executivo do Museu de Artes Visuais da Unicamp e do Grupo de Estudos do Contemporâneo do CEAv-Unicamp, e representante da FAUUSP no Conselho do Museu de Ciências da USP. Seus principais trabalhos abordam questões relacionadas ao desenvolvimento urbano das cidades. Teoria da arquitetura e do urbanismo, urbanismo, economia urbana, espaço urbano, habitação coletiva, habitação de interesse social e ensino superior, são alguns dos campos envolvidos em suas pesquisas recentes. Publicou diversos artigos em periódicos especializados e é autor do livro "Vilanova Artigas: Habitação e cidade na modernização Brasileira".

Principais Projetos
  • Projeto: Políticas habitacionais e desenvolvimento urbano: o PMCMV e a cidade de São Paulo.
    Descrição: Este projeto de pesquisa tem como objetivo identificar as matrizes teóricas e metodológicas, que definem a relação entre arquitetura e urbanidade, das propostas de HIS vinculadas ao PMCMV. O estudo será centrado em exemplares reconhecidos em seu campo disciplinar. Para tanto, serão estudados projetos e obras elaborados a partir de 2009 que contemplem: (a) divulgação em revistas especializadas, ou (b) premiação em órgãos colegiados, ou (c) distinções acadêmicas.
  • Projeto: A relação entre habitação e cidade nas casas de Vilanova Artigas.
    Descrição: A obra de Vilanova Artigas permite com nitidez única, pelo seu ousado enfrentamento, fotografar as antinomias originárias da relação entre a arquitetura contemporânea e as cidades no Brasil. Nela vê-se, sem dissimulações estilísticas que se tornarão frequentes com o decorrer dos acontecimentos, o conflito entre necessidades internas da forma arquitetônica e as necessidades extra-arquitetônicas, assim consideradas, tais como a urbanidade, a sociedade e a construtibilidade (todas entendidos a partir de construções ideológicas específicas). A questão que se coloca é compreender a arquitetura realizada em São Paulo e seus impasses, que indicam, até onde podem ser investigados, conflitos que vão além de uma ausência da hipótese de espacialidade urbana, ou negadora da urbanidade existente (leia-se, sociedade), mas, como uma arquitetura ideada e construída a partir de sua ausência.
  • Projeto: Arquitetura paulista: análise crítica da produção contemporânea.
    Descrição: Este projeto, de caráter teórico, crítico e científico, busca construir um panorama da produção da arquitetura contemporânea na macro-região de São Paulo nos últimos 17 anos (1990-2007) a partir de duas interconexões: 1) a transformação endógena de suas soluções, decorrente o do desenvolvimento, crítico ou não, da matriz hegemônica do que se convencionou chamar de arquitetura moderna brasileira. 2) o enfrentamento dos desafios propostos pelas mudanças sociais e urbanas nacionais, a partir das transformações econômicas e da nova inserção do país na ordem produtiva mundial. Esse confronto, sem bom termo, indica os impasses decorrentes dos princípios adotados em seu momento formativo (1936-1960), e as demandas sociais contemporâneas que estariam, a princípio, a cargo da disciplina. A pesquisa dobre as conseqüências desse impasse, ainda não estudadas nos termos dessa proposta, são fundamentais ao desenvolvimento de um repertório crítico nacional coerente com as novas demandas do país.
Departamentos
Disciplinas da Graduação
Disciplinas da Pós-Graduação