Modelos e Ensaios

A Seção Técnica de Modelos, Ensaios e Experimentações Construtivas da FAUUSP (STMEEC, antigo LAME) orienta e apoia a execução de maquetes, modelos em escala reduzida, ensaios e protótipos desenvolvidos de forma integrada às diversas disciplinas obrigatórias e optativas do curso de Design e de Arquitetura e Urbanismo.
STMEEC

Foto: Ana Carolina Coelho

Com sua equipe técnica especializada e maquinário digital e mecânico pode apoiar a realização de projetos experimentais que envolvam materiais diversos, como: madeira, gesso, cortiça, plásticos, fibra de vidro, argila, metais etc., amparando cada etapa de projeto e modelagem.

Além do pátio central, a STMEEC possui os seguintes setores específicos: núcleo de fabricação digital, oficina de marcenaria, oficina de metais (mecânica), oficina de modelagem e moldagem, oficina de pintura e acabamento e o canteiro experimental Antonio Domingos Battaglia.

O uso da Seção é aberto a docentes e discentes da graduação e de pós-graduação da Faculdade de Arquitetura, Urbanismo da Universidade de São Paulo.

Orientações de segurança

O trabalho com materiais, ferramentas e máquinas pode oferecer alguns riscos e é necessário muita atenção e o conhecimento de algumas regras básicas de segurança para evitar acidentes.

Quanto à segurança pessoal básica no uso do espaço:
· Ao utilizar uma máquina ou ferramenta, sempre use óculos de segurança e protetores auriculares;
· Utilize calçados fechados. Sandálias abertas e chinelos não são permitidos;
· Retire cachecóis, colares, echarpes, lenços, fones de ouvido, cordões de moleton e similares pendentes, para evitar que se prendam às engrenagens das maquinas;
· Cabelos compridos devem ser presos pelos mesmos motivos;
· Mangas compridas devem ser dobradas; ao operar maquinas, os braços devem estar livres, descobertos, e as mãos bem visíveis;
· Anéis e pulseiras largas também devem ser retirados, pois oferecem grande risco mesmo em atividades que não envolvam ferramentas elétricas.

Cuidados na operação com máquinas:
· Nunca opere uma máquina sem a orientação prévia de um técnico;
· A SMTEEC dispõe de óculos de segurança e protetores auriculares. Use-os;
· Concentre-se no que estiver fazendo, um instante de desatenção pode causar sérios acidentes;
· Não force as máquinas, nem force os materiais;
· Mantenha limpo, organizado e desimpedido o espaço de trabalho ao redor da máquina;
· Assim que terminar uma operação desligue, imediatamente, a máquina;
· Se perceber algum problema de funcionamento na máquina informe aos funcionários.

Cuidados na utilização de ferramentas:
· Escolha a ferramenta adequada para suas necessidades, evite improvisos;
· Retire no balcão apenas as ferramentas que for utilizar, e mantenha-as à vista e organizadas;
· Inspecione a ferramenta antes de usá-la, verifique seu estado de conservação;
· Não utilize ferramentas defeituosas, frouxas ou quebradas, e sempre comunique estes problemas a um funcionário.

Quanto aos materiais:
· A SMTEEC não oferece materiais, os mesmos devem ser providenciados pelos usuários. Eventualmente estão disponíveis materiais solicitados por disciplinas especificas;
· Planeje, racionalize e economize no uso de materiais disponíveis, evitando desperdícios;
· Reaproveite sempre que possível. Antes de cortar um material novo, verifique se não há algo nos containeres de reaproveitamento que supra sua necessidade;
· Solicite a ajuda dos funcionários da SMTEEC em caso de dúvida.

Quanto aos espaços de trabalho:
· Ocupe apenas o espaço mínimo necessário e adequado para suas atividades;
· Ao terminar sua atividade, limpe a sua mesa / bancada e guarde seu trabalho devidamente identificado em uma das estantes destinadas a esse fim;
· Mantenha limpo e organizado seu local de trabalho. Lembre-se que depois de você outros utilizarão as mesmas mesas e bancadas;
· Recolha sempre os resíduos que você gerou e coloque-os em local adequado para descarte ou reaproveitamento.

Seja prudente, evite riscos para você e para seus colegas, e aproveite a SMTEEC!

Agendamento de máquinas

A utilização das Máquinas de Modelagem Digital da STMEEC é permitida para trabalhos e pesquisas de cunho acadêmico, somente por alunos devidamente matriculados em disciplinas da FAUUSP.

Para validação de seu horário, é imprescindível que seu nome esteja acompanhado do seu NºUSP, caso contrário, a reserva será deletada sem aviso prévio.

Agendamento da Máquina de Corte a Laser (Grande)

Agendamento da Máquina de Corte a Laser (Média)

Agendamento da Máquina de Corte a Laser (Pequena)

Agendamento da Router (Fresa CNC)

Especificações e material para alunos

Formulários

A todos que venham a usar os seguintes formulários, pedimos que depois de preenchidos encaminhem-nos através de nosso email ou entreguem pessoalmente na STMEEC (LAME).

Formulário de solicitação de compra de material

Formulário de solicitação de apoio técnico

Breve histórico

As origens do LAME encontram-se na Vila Penteado, no início do curso de Arquitetura e Urbanismo, na Oficina de Maquetes, abrigada no Porão da FAUMaranhão, que esteve sob a responsabilidade de José Zanine Caldas (1919-2001), arquiteto autodidata, profundo conhecedor de madeiras e marcenaria, designer de móveis, além de maquetista excepcional.

Desde então a confecção de modelos tridimensionais e de objetos na FAUUSP configurou-se como atividade criativa, experimental, aberta a investigações extracurriculares de iniciativa e interesse dos alunos. Tal liberdade de experimentação ampliou-se no momento em que esta primeira Oficina transferiu-se para o edifício da Cidade Universitária – no canto envidraçado onde hoje está o CESAD –, e passou a ser denominada como Laboratório de Modelos e Ensaios, sob a coordenação de Caetano Fracaroli (1911-1987).

Além de modelos de edifícios e ambientes urbanos, o LAME sempre ofereceu espaço e suporte técnico para ensaios e experimentos vários, como o design de móveis e automóveis, por exemplo. Com a conclusão das obras do edifício Anexo em 1997, o Laboratório foi transferido para o espaço que hoje ocupa, ao lado do edifício Vilanova Artigas.

Reconhecendo sua trajetória de liberdade de experimentação crítica e inventiva, a FAUUSP e seu Laboratório de Modelos e Ensaios se mantêm em um processo de transformação contínua, entendendo que o campo de atividade da Arquitetura, do Urbanismo e do Design se conforma para além da excelência técnica.

(Perspectiva histórica constituída a partir de relato do Prof. Dr. Julio Roberto Katinsky)

Apoio aos docentes

Solicitamos aos professores responsáveis por disciplinas de graduação e de pós-graduação que necessitem – durante o horário regular de aula da disciplina – do apoio da Seção Técnica, que enviem ao e-mail lame@usp.br seus planos de atividades para o semestre com antecedência para que possamos, com base neste material, preparar o devido apoio técnico, assim como prever o uso de espaços e demais recursos necessários às atividades didáticas específicas.

Compra de Materiais

Os pedidos de compra de materiais devem ser encaminhados ao lame@usp.br, preenchendo-se o documento abaixo, de preferência, antes do período letivo de aulas. O período de entrega dos materiais é de, no mínimo,  45 dias a contar da data de inserção no sistema, sendo que os pedidos podem ser realizados até o dia 10 de cada mês.

Utilização do Setor de Modelagem Digital

Os docentes que necessitarem utilizar a máquina de corte a laser ou CNC – durante o horário regular de aula da disciplina – podem enviar para o mesmo e-mail (lame@usp.br) um cronograma de trabalho, mencionando datas e horários planejados para as suas atividades didáticas.

Bom trabalho!

Atenciosamente,
Coordenação da SMTEEC

Setores da STMEEC

Balcão de atendimento

Destina-se ao fornecimento de EPIs, materiais/insumos e ao empréstimo de ferramentas e de instrumentos de medição e aferição.

Oficina de marcenaria

Espaço utilizado pelos técnicos na operação de máquinas e equipamentos, devido ao grau de periculosidade dos mesmos. Os técnicos deste setor dão suporte às tarefas solicitadas nas disciplinas e demais trabalhos acadêmicos, sob observação distanciada e segura de alunos e professores. Este local é apropriado a trabalhos com madeira e compósitos de pequenas e grandes dimensões. Abrange procedimentos como desdobra e beneficiamento da madeira bruta, corte de painéis contraplacados, entalhes em maquinário específico, lixamento em profundidade, furações precisas e prensagem de placas.

Recursos materiais: lixadeiras, plaina desempenadeira, plaina moldureira, plaina desengrossadeira, serra de fita, serra de disco, serra radial, prensa hidráulica, furadeira múltipla, tupia e bancadas.

Oficina de mecânica

Espaço utilizado pelos técnicos na operação de máquinas e equipamentos, em função do grau de periculosidade dos equipamentos. Os técnicos especializados neste setor dão suporte às tarefas solicitadas nas disciplinas e demais trabalhos acadêmicos, sob observação distanciada e segura de alunos e professores. É destinado à usinagem, dobra e corte de chapas, e soldagem de materiais ferrosos e alguns não ferrosos. Possui maquinário e ferramental específicos para algumas atividades a que se destinam, como a fabricação de estruturas metálicas, geração de gabaritos e facas necessários para a confecção de modelos e conformação de produtos metálicos de baixa complexidade.

Recursos materiais: serra policorte, prensa balancim, dobradora de tubos, dobradora de chapas, calandra, esmeril, torno mecânico horizontal, fresadora, serra de fita, politriz, guilhotina, furadeira de bancada, bancada de trabalho e soldadora para solda MIG e eletrorevestido.

Oficina de modelagem e moldagem

Espaço utilizado pelos alunos durante as aulas e no desenvolvimento de trabalhos acadêmicos. É destinado à confecção de moldes de gesso, silicone e cera para reprodução de peças em resina, gesso, cerâmica, assim como para laminação de objetos de fibra de vidro e demais materiais compósitos. Neste local também são desenvolvidas atividades de modelagem em cerâmica e argila, clay, gesso para elaboração de modelos de estudos volumétricos. Neste espaço as atividades estão relacionadas à experimentação por meio de manipulação de materiais maleáveis e moldáveis.

Recursos materiais: forno para cerâmica de alta temperatura, tornos de oleiro, pias com tanque de decantação, bancadas, suporte para armazenagem de trabalhos em andamento, poucas ferramentas específicas para modelagem.

Pintura

Local utilizado pelos alunos durante as aulas e no desenvolvimento de trabalhos acadêmicos. É destinado à pintura e acabamento de modelos físicos e objetos por pulverização de tinta e vernizes. Este setor está equipado por uma cabine com cortina d’água e um torno vertical. Esta área abriga, também, um espaço reservado à secagem e armazenagem de materiais.

Recursos materiais: cabine de pintura, sistema de ar comprimido, soprador térmico, insumos para pintura e estante para armazenagem de trabalhos em andamento.

Pátio central

Destina-se às atividades desenvolvidas pelos alunos durante as aulas e no desenvolvimento de trabalhos acadêmicos, segundo orientação do professor e suporte técnico especializado do corpo funcional. Essas atividades compreendem desde a concepção do desenho em papel e/ou com auxílio de computadores pessoais, geração de gabaritos e chapelonas, obtenção de moldes para dobra e conformação de chapas plásticas por calor, confecção de modelos e produtos a partir de técnicas de usinagem, separação e união de partes, construção e montagem, seguida de acabamento. Nesse pátio, está concentrado o maior número de máquinas do laboratório, como também, detém o maior espaço físico.

Recursos materiais: serras de fita, lixadeiras, furadeiras, tornos para madeira, serra circular, prensa, serras tico-tico, bancadas de marceneiro e mesas com cadeiras.

Oficina de modelagem e fabricação digital

Espaço utilizado pelos técnicos na operação de máquinas, devido ao grau de complexidade na operação dos equipamentos e da necessidade de treinamento e atualizações constantes referentes a softwares para modelagem 3D e fabricação digital. Os técnicos especializados neste setor orientam os alunos na geração de documentos (desenhos) compatíveis com a especificação da máquina, tendo em vista o rendimento, a precisão e os aspectos de configuração. Também dão suporte às tarefas solicitadas nas disciplinas e demais trabalhos acadêmicos. Este setor é destinado à fabricação de modelos, desde os preliminares até os protótipos, a partir de desenhos criados em computador e materializados por equipamentos digitais, comumente conhecidos como de prototipagem rápida, por meio de interface CAD/CAM. Os equipamentos disponíveis neste setor caracterizam-se pela obtenção de modelos físicos por meio de procedimentos subtrativos de material, envolvendo de gravação, corte e separação de partes por laser e usinagem por CNC. Vários materiais são utilizados na geração de objetos ou de suas partes, tais como MDF, compensado de madeira, espuma de poliuretano, acrílico, alguns papéis, além de favorecer a gravação em vidro, cerâmica e couro. Outros equipamentos de prototipagem rápida estão em fase de aquisição, favorecendo a conformação de modelos por adição de camadas e utilizam plásticos ABS, disponíveis em bobinas.

Recursos materiais: máquinas de corte e gravação a laser, impressoras 3D para materiais plásticos, router CNC, mini router CNC de 4 eixos, plotter cortadora de vinil e computadores.

Canteiro experimental

Espaço que tem por objetivos articular na formação do(a) estudante de Arquitetura e Urbanismo a idealização e a prática construtiva. Através de exercícios e da pesquisa, busca ampliar o conhecimento na área da construção. Tem capacidade para atender até 150 alunos de uma só vez.

Expediente
Coordenação
Profª. Drª. Cristiane Aun Bertoldi
Chefe Técnico da Seção
Emílio Leocádio Jr.
Equipe
César Augusto de Souza Gomes
Dimitri de Almeida
Eduardo Flores Terrazas
Elenilton Oliveira Alves
Leonardo David Duarte
Ranieri Carvalho Higa
Romerito Fonseca Ferraz
Sidney Lanzarotto
Contato
E-mail: lame@usp.br
Telefone: +55 (11) 3091–4368
Horário de funcionamento
Segunda à sexta-feira,
das 8:00 às 22:30 horas