Calendário

Informação do Evento:

  • qua
    24
    abr
    2019

    Palestras organizadas pela disciplina AUH129 – Arquitetura Moderna  

    8h às 12hSala 804 - Edifício Vilanova Artigas
    P a l e s t r a s
     
    Organização: disciplina AUH129 – Arquitetura Moderna  
    "Cerâmica Armada no Brasil"
    Palestra da Profª Drª Juliana Suzuki
     
    "Estação Antártica e outras arquiteturas"
    Palestra do Prof. Dr. Emerson Vidigal
     
     
     
    No dia 24 de abril, quarta-feira, das 8 às 12h, na sala 804, a FAU USP receberá os professores doutores JULIANA SUZUKI e EMERSON VIDIGAL para palestras.
     
    A Profª Drª JULIANA SUZUKI, do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Paraná (UFPR) apresentará uma síntese de sua pesquisa de pós-doutorado sobre o escritório
    de engenharia uruguaio DIESTE & MONTAÑEZ.
     
    Fundado em 1956 em Montevidéu por Eládio Dieste e Eugenio Montañez, notabilizaram-se por desenvolver um sistema de cálculo e construção inovadores para o contexto da época: a cerâmica armada. 
     
    As estruturas desenvolvidas por D&M permitiram construir balanços de até 16 metros e vãos livres que podem chegar a 60 metros utilizando o tijolo cerâmico como matéria-prima básica. A Igreja do Cristo Obrero em Atlántida e a Igreja de San Pedro de Durazno são duas obras clássicas da história da arquitetura latino-americana da segunda metade do século 20.
     
    D& M atuaram no Brasil do final dos anos 1960 até início da década de 1980 construindo grandes estruturas de cerâmica armada para as CEASAs de Porto Alegre, Rio de Janeiro, Curitiba, Goiânia e Maceió, como também o Centro de Manutenção do Metrô do Rio de Janeiro, entre dezenas de obras que alcançam a ordem de 800 mil metros construídos no país. 
     
    O Brasil é o depositário do maior volume de obras realizadas pelo escritório uruguaio – mais do que em seu país natal ou na Argentina, onde também atuaram. A palestra contemplará o
    conjunto das realizações de D&M no Brasil, em sua maioria desconhecidas na história da Arquitetura do Brasil e mesmo na historiografia uruguaia.
     
    O Prof. Dr. EMERSON VIDIGAL, também do Curso de Arquitetura e Urbanismo da UFPR, apresentará a Estação Antártica Comandante Ferraz, inaugurada em março passado, proposta vencedora de concurso público nacional de projetos. Vidigal e o Estúdio 41 constituem um grupo de jovens arquitetos que vem se destacando em inúmeros concursos públicos de arquitetura e urbanismo: Masterplan da Orla do Lago Paranoá, Brasília (1º lugar), Operação Consorciada Água Branca, São Paulo (1º lugar), Centro Cultural e de Eventos de Nova Friburgo (1º lugar) e Cabo Frio (1º lugar), Centro de Exposições Agropecuárias de Planaltina (2º lugar), Anexo da Câmara Municipal de Porto Alegre (2º lugar).