Arquitetura e Urbanismo | Pós

O Programa tem compromisso histórico com a reflexão multidisciplinar que caracteriza a pesquisa, em nível de pós-graduação, em Arquitetura e Urbanismo. O avanço do conhecimento e as novas questões e temáticas impõem atualização constante dos conteúdos de suas áreas de concentração e das práticas de ensino e pesquisa de seu corpo docente.

O Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP foi criado como curso a partir da Portaria GR 1442, de 01/04/1971. A primeira turma de Mestrado teve início em 1973. O curso de Doutorado teve sua primeira turma em 1980, permanecendo como único curso de Doutorado em Arquitetura e Urbanismo no país até 1998.

O Programa, ciente de sua responsabilidade pública, é, desde sua origem, o maior do país. Conta atualmente (2021) com 95 orientadores credenciados, 198 alunos de Mestrado, 216 alunos de Doutorado e 20 alunos de Doutorado Direto, além de aproximadamente 200 Alunos Especiais. Há um conjunto de 120 disciplinas credenciadas, dentre as quais cerca de 35 são oferecidas semestralmente.

Visando facilitar a mobilidade e intercâmbio nacional e internacional de estudantes de pós-graduação, são oferecidas disciplinas de modo intensivo durante o período de férias..

Em sua criação (1971), o Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo possuía uma única área de concentração, denominada “Estruturas Ambientais Urbanas”. Foi reorganizado em Áreas de Concentração no ano de 2002. Hoje, o Programa reúne os três Departamentos da Escola e conta, atualmente, sete Áreas de Concentração, a saber:

Áreas de Concentração

Habitat

Tem por objetivo criar um campo de investigação e experimentação crítica sobre os assentamentos humanos dando prioridade à formação de um novo tipo de agente (pesquisador, professor e profissional inovador) apto a enfrentar os atuais problemas da construção da cidade e da gestão urbana de forma participativa e capaz de desenvolver a qualidade ambiental, os valores democráticos e os direitos sociais. Assim, esse campo deverá privilegiar a análise e proposição de produtos e práticas efetivas que compõem a “cidade real”.

LEIA MAIS
História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo

A área de concentração se propõe a investigar a produção da arquitetura, do urbanismo e do design em suas múltiplas articulações com a história da arte, da técnica, do patrimônio, da paisagem, da cidade e da habitação.

LEIA MAIS
Paisagem e Ambiente

Tem como seu objeto a paisagem e, especificamente, os espaços não edificados, com foco em seus aspectos conceituais, de projeto, de produção e de apropriação social. Compreende ainda a investigação das bases biofísicas e construídas que condicionam e permitem a sustentação das paisagens.

LEIA MAIS
Planejamento Urbano e Regional

Tem por objetivo o estudo das bases teóricas e das práticas de intervenção na organização espacial das atividades, sob a ação simultânea da regulação do mercado e do Estado.

LEIA MAIS
Projeto de Arquitetura

Tem como objeto de estudo o projeto de arquitetura e urbanismo. Constitui-se como instrumento de reflexão teórico-prática sobre as varias escalas que envolvem a intervenção arquitetônica, do edifício ao espaço urbano, incluindo-se o mobiliário, momento limite da mediação do corpo com os lugares. Reconhece o projeto como uma forma peculiar de produção do conhecimento que mobiliza, de modo específico, códigos e representações.

LEIA MAIS
Projeto, Espaço e Cultura

Tem por objetivo promover estudos e pesquisas interdisciplinares, enfocando as culturas urbanas contemporâneas através das suas formas materiais de manifestação.

LEIA MAIS
Tecnologia da Arquitetura

O papel acadêmico e científico da Área de Concentração Tecnologia da Arquitetura é formar recursos humanos que promovam o avanço da fronteira do conhecimento, com a capacitação necessária para enfrentar, de forma inovadora, diferentes desafios tecnológicos no exercício profissional, nas diversas escalas, do edifício à cidade. A área busca um equilíbrio na formação de recursos humanos vocacionados à docência no ensino superior, à pesquisa e desenvolvimento nos setores acadêmico e industrial, assim como ao exercício profissional, sejam eles vinculados à administração pública ou à iniciativa privada, contribuindo, assim, para as múltiplas atuações possíveis dos seus egressos junto à sociedade.

LEIA MAIS